Lisboa, 05 nov 2019 (Ecclesia) – O Conselho Indigenista Missionário (Cimi), organismo da Igreja Católica no Brasil, condenou em comunicado o assassinato do líder indígena Paulino Guajajara, ocorrido na noite de sexta-feira no interior da Terra Indígena Arariboia, Maranhão.

Segundo a nota, Paulino Guajajara e Laércio Souza Silva foram surpreendidos por cinco madeireiros armados.

O Cimi “solidariza-se com os familiares do indígena assassinado e de Laércio, que sofreu uma tentativa de homicídio”.

Entre janeiro e setembro de 2019, o Relatório ‘Violência Contra os Povos Indígenas no Brasil’, do Cimi, contabilizou 160 casos de invasão a 153 terras indígenas de 19 Estados.

OC

Partilhar:
Share