Em Freixo de Espada à Cinta e Bragança, cruz e ícone mariano percorrem as ruas em dia de festa

Foto Agência ECCLESIA/HM

Lisboa, 27 ago 2022 (Ecclesia) – A Diocese de Bragança-Miranda acolhe neste mês de agosto a peregrinação dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que integram festas e romarias, manifestações públicas da religiosidade dos portugueses.

Em Freixo de Espada à Cinta, a procissão da Festa da Senhora dos Montes Ermos saiu à rua enriquecida com os símbolos da JMJ – a Cruz Peregrina e o ícone de Nossa Senhora ‘Salus Populi Romani’, uma oportunidade para os jovens da comunidade darem outro relevo à preparação que fazem para as jornadas em Lisboa.

Pelas ruas da vila, para além dos andores com os santos venerados no concelho, passaram também os jovens levando consigo a cruz e a representação de Maria.

Em declarações à Agência ECCLESIA, o padre Manuel Rodrigues, responsável pelo Comité Organizador Diocesano local, destaca a oportunidade que o mês de agosto reservou a esta passagem dos símbolos pela Diocese de Bragança-Miranda.

“Os símbolos chegaram com as nossas escolas fechadas e sem atividades da catequese, mas por outro lado, encontraram os jovens em férias e as nossas povoações cheias. Por isso levámos os símbolos junto das pessoas, piscinas, praias fluviais, locais onde aproveitam estes dias de descanso e revelou-se muito interessante”, desenvolveu.

D. Américo Aguiar, que acompanhou alguns momentos desta passagem dos símbolos pela Diocese de Bragança-Miranda, lembrou que eles são “um convite para todos”, um desafio aos jovens, mas também à comunidade civil e cristã.

“Para que acolha os jovens que vão chegar de tal forma que eles partam com esse sentimento muito nosso que é a saudade”, acrescentou.

Foto Agência ECCLESIA/HM

O presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, almoçaria em Bragança com os jovens da cidade numa conhecida cadeia de fast food, quis saber a forma como os jovens ali preparam a sua participação nas jornadas: Estes sublinharam a importância da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) que tem contribuído para um maior conhecimento do alcance histórico e espiritual destes encontros mundiais.

Em Bragança, os símbolos associaram-se à Festa de Nossa Senhora das Graças, a padroeira da cidade que também saiu à rua em procissão.

Os jovens levaram consigo o dístico com o tema da JMJ e assim abriram passagem aos símbolos desta iniciativa mundial por entre uma cidade que saiu à rua para esta manifestação de fé.

Este domingo, pelas 07h30, na RTP2, o programa ‘70X7’ convida-o a associar-se a esta visita dos dois símbolos da JMJ à Diocese de Bragança-Miranda.

A Cruz Peregrina, construída a propósito do Ano Santo, em 1983, foi confiada por São João Paulo II aos jovens no Domingo de Ramos do ano seguinte, para que fosse levada por todo o mundo; o ícone de Nossa Senhora ‘Salus Populi Romani’ peregrina com a Cruz desde o ano 2000.

HM

Partilhar:
Share