D. José Cordeiro suspendeu «todas as atividades da catequese» e que se «adiem as celebrações da Penitência»

Bragança, 13 mar 2020 (Ecclesia) – O bispo de Bragança-Miranda divulgou medidas para “prevenir e combater” o coronavírus covid-19 na diocese, como a suspensão de “todas as atividades da catequese”, o cancelamento de encontros quaresmais ‘Lectio Divina’ e disse que se “adiem as celebrações da Penitência”.

“Acautelem-se as celebrações com a participação ativa do povo fiel e santo de Deus, protegendo as pessoas idosas e mais vulneráveis ao garantir o devido intervalo de segurança entre os fiéis. Nestes dias, a Igreja pode celebrar a Eucaristia quotidiana sem povo, mas sempre por todo o povo”, escreveu D. José Cordeiro no documento enviado à Agência ECCLESIA.

A Diocese de Bragança-Miranda “suspende as celebrações comunitárias da Missa”, em sintonia com as determinações da Conferência Episcopal Portuguesa anunciadas esta sexta-feira, e refere que cada sacerdote vai celebrar “diariamente uma Eucaristia sem povo, por todo o povo que lhe está confiado”.

Segundo a diocese transmontana vão continuar a celebrar-se as exéquias, “só com a família direta”, e as Missas de 3º dia e de 7º dia “ficam suspensas até que se possam celebrar com a participação do povo”, recordando que as autoridades sanitárias “recomendam que não se façam os velórios, nem se apresentem pessoalmente as condolências à família”.

Neste contexto, afirma que está “solidária e próxima de cada pessoa, partilha a preocupação comum” diante da emergência de saúde pública, em total colaboração com as autoridades sanitárias e civis para “barrar o contágio da epidemia viral, o coronavírus, Covid 19”.

“Com coragem, esperança, caridade e o empenho e a responsabilidade de todos, prossigamos na construção do Bem comum e da dignidade da Pessoa humana”, termina D. José Cordeiro, manifestando que, “por intercessão de S. José”, continuam “a rezar por todas as pessoas doentes e pelos seus cuidadores”.

O primeiro-ministro português anunciou na noite desta quinta-feira, 12 de março, o encerramento das escolas, a partir de segunda-feira (16 de março) por causa da pandemia de coronavírus, medida que será reavaliada a 9 de abril, No dia em que os casos confirmados com o Covid-19 em Portugal aumentaram para 78 e foi anunciado o primeiro doente curado.

O Governo ordenou também o encerramento de outros espaços de convívio e diversão como discotecas, cinemas, museus ou teatros, além de limitar a frequência de centros comerciais ou de serviço público e restaurantes.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o Covid-19 entrou em fase de pandemia, devido à sua propagação generalizada pelos vários continentes.

CB

[Notícia atualizada às 15h46]

 

Covid-19: Conferência Episcopal Portuguesa determina suspensão da celebração comunitária das Missas (c/vídeo)

Partilhar:
Share