D. José Cordeiro destaca os que continuam a «lavar os pés» da humanidade, a exemplo de Jesus

Publicado por Diocese de Bragança-Miranda em Quinta-feira, 9 de abril de 2020

Bragança, 09 abr 2020 (Ecclesia) – O bispo de Bragança-Miranda prestou hoje homenagem a todos os que se empenham no combate à pandemia e “arriscam dar a vida por amor”, num gesto que comparou ao “lava-pés” realizado por Jesus, momento celebrado na Quinta-feira Santa.

Na sua homilia, enviada à Agência ECCLESIA, D. José Cordeiro saudou “todos os que de máscara, luvas, bata e outros equipamentos materiais e espirituais combatem o mal comum da pandemia de Covid-19 com o Bem Comum do seu serviço, profissionalismo, inteligência, coragem e confiança”.

A intervenção, na Catedral de Bragança, aludiu aos profissionais de saúde, voluntários e cuidadores, autoridades, membros do clero e de institutos religiosos, bem como funcionários de instituições de solidariedade e de serviços que asseguram o “funcionamento da sociedade”.

D. José Cordeiro agradeceu ainda aos que “rezam e no serviço silencioso praticam o dom da caridade”, aos que “ficam em casa por amor da sua vida e da vida do próximo” e aos que “praticam as obras de misericórdia em favor de todos e sobretudo dos pobres”.

A homilia recordou que a narrativa da última ceia ligada ao lava-pés se encontra apenas no Evangelho segundo São João, que lhe dá o “significado da humildade a imitar pelos discípulos”.

“Jesus é mestre no servir e interpela-nos a fazer o mesmo”, apontou.

As celebrações do Tríduo Pascal decorrem este ano à porta fechada, devido à suspensão comunitária das Missas, face à propagação do novo coronavírus.

OC

Homilia do bispo de Bragança-Miranda na Missa vespertina da Ceia do Senhor

Partilhar:
Share