Acontecimento decorreu na Feira Internacional de Turismo, em Madrid.

Lisboa, 21 Jan 2022 (Ecclesia) – A Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa e da Páscoa apresentou, dia 19 deste mês, na Feira Internacional de Turismo (Madrid – Espanha), a sua candidatura como Itinerário Cultural Europeu, que “lhe permitirá posicionar-se como uma atração cultural de valor reconhecido em toda a Europa”.

A apresentação teve lugar no stand da Andaluzia e nele participaram a presidente da «Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa e Páscoa», María Luisa Ceballos e vários elementos de outras organizações e por Portugal, representando a Comissão da Semana Santa de Braga, o Marco Sousa, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

A candidatura como Itinerário Cultural Europeu da Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa e Páscoa pretende ser representativa de todas as celebrações da Semana Santa e Páscoa de diferentes confissões religiosas que são celebradas na Europa, católica e também ortodoxa.

Neste sentido, a Rede quer “ascender como modelo de conservação e estudo para o património social, cultural e religioso que compõem estas tradições”, refere o comunicado.

As Rotas Culturais Europeias foram lançadas pelo Conselho da Europa. em 1987. e são um convite para viajar e descobrir o património rico e diversificado da Europa, unindo pessoas e lugares em redes partilhadas de história e património.

Mais de 30 Itinerários Culturais do Conselho da Europa oferecem uma “riqueza de lazer e atividades educativas para todos os cidadãos, sendo recursos fundamentais para um turismo responsável e desenvolvimento sustentável”.

“Abrangem um vasto leque de temas, desde arquitetura, paisagem, influências religiosas, gastronomia, património imaterial, principais figuras da arte europeia, música e literatura”, acrescenta a nota.

A certificação como Itinerário Cultural do Conselho da Europa “é uma garantia de excelência”.

As redes implementam atividades e projetos “inovadores” que pertencem a cinco domínios de ação prioritários: cooperação em investigação e desenvolvimento; melhorar a memória, a história e o património europeus; intercâmbios culturais e educativos para jovens europeus; prática cultural e artística contemporânea; turismo cultural e desenvolvimento cultural sustentável.

A Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa e Páscoa foi criada em 2019 e faz parte da Fundação Italiana Federico II, representando os municípios de Palermo e Caltanissetta, da Sicília, Itália; o município de Birgu, em Malta; a Comissão de Quaresma e Celebrações da Semana Santa, em Braga, Portugal; as Representações da Paixão de Cristo em Skofja Loka, Eslovénia; os municípios que fazem parte da rota Caminos de Pasión: Alcalá la Real em Jaén, Baena, Cabra, Lucena, Priego de Córdoba e Puente Genil em Córdoba e Carmona, Écija Osuna e Utrera em Sevilha. Também dentro da geografia espanhola encontramos Orihuela em Alicante; Lorca em Múrcia e Viveiro em Lugo.

Esta Rede tem como objetivo promover e divulgar o património cultural, tanto material como imaterial, relacionado com as comemorações da Semana Santa e da Páscoa, através de ações que valorizem este património, promovam o desenvolvimento turístico sustentável e contribuam para a salvaguarda do património imaterial através de trabalhos científicos e de investigação.

LFS

Partilhar:
Share