Com o médico psiquiatra António Palha, no ciclo de conferências «Fé e Ciência: Fronteiras do Conhecimento»

Braga, 14 fev 2020 (ECCLESIA) – O Departamento da Pastoral da Cultura, da Arquidiocese de Braga, promove hoje a conferência ‘Fé, Psiquiatria e Neurociência’, com o médico psiquiatra António Palha, às 21h00, no Museu Pio XII, inserida no ciclo ‘Fé e Ciência: Fronteiras do Conhecimento’.

“Com estes encontros pretende-se debater até que ponto o conhecimento lógico-dedutivo, que deu origem à ciência tal como nós a conhecemos hoje, deixa espaço para a compreensão da pessoa como um todo, do seu mistério, ou se, pelo contrário, provocou o abandono dos saberes humanistas e deixou o ser humano”, explica a organização num comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

‘Fé, Psiquiatria e Neurociência’ é a terceira conferência do ciclo ‘Fé e Ciência: Fronteiras do Conhecimento’ e a Pastoral da Cultura, da Arquidiocese de Braga, convidou António Palha para refletir sobre este tema; O orador é diretor clínico da Casa de Saúde do Bom Jesus (Braga), desde 1992, professor catedrático jubilado de Psiquiatria e Saúde Mental e presidente cessante da Sociedade Portuguesa de Psiquiatria e Saúde Mental.

A organização explica que contam com a presença de “profissionais de áreas científicas diferentes”, que “ajudarão a refletir sobre algumas questões alusivas ao tema ‘Fé e a Ciência’”.

No próximo dia 28, a teóloga e professora da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, Isabel Varanda, reflete sobre ‘A fé cristã perante os desafios atuais da ciência’.

O ciclo de conferências ‘Fé e Ciência: Fronteiras do Conhecimento’ é promovido pela Pastoral da Cultura da Arquidiocese de Braga, em parceria com o Museu Pio XII que acolhe as reflexões, a Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais e a Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa.

De participação gratuita mas com inscrição online obrigatória, as conferências começaram com a presença do físico e sacerdote Jesuíta, Bruno Nobre, sobre ‘Pode a ciência oferecer uma explicação última da realidade?’, seguido de  João Paiva, professor na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, com o tema ‘Será possível conciliar a fé cristã e a teoria da evolução?’.

SN/CB

Partilhar:
Share