D. Delfim Esteves Gomes, que vai ser ordenado bispo no dia 4 de dezembro em Bragança, diz que Papa foi «bater à porta de um simples pároco»

Bragança, 07 out 2022 (Ecclesia) – O novo bispo auxiliar de Braga, D. Delfim Esteves Gomes, nomeado hoje pelo Papa, manifesta “apreço e disponibilidade para servir com total lealdade e obediência” numa mensagem onde dirige-se à arquidiocese minhota, através do seu arcebispo.

“Agradeço penhoradamente o acolhimento fraterno, desde já manifestado, em nome da Arquidiocese. Tudo farei para poder corresponder a este desafio, contando sempre com a força e a graça do Espírito Santo e o olhar materno e atento da Senhora da Assunção”, lê-se na mensagem de D. Delfim Esteves Gomes, divulgada pela Diocese de Bragança-Miranda.

O Papa Francisco nomeou como bispo auxiliar de Braga D. Delfim Esteves Gomes, de 60 anos, até agora sacerdote da Diocese de Bragança-Miranda, anunciou hoje o Vaticano, em comunicado.

Dirigindo-se à Arquidiocese de Braga, na pessoa de D. José Cordeiro, o novo bispo auxiliar manifesta “o apreço e a disponibilidade para servir com total lealdade e obediência”.

O arcebispo de Braga agradeceu ao Papa Francisco “o gesto de proximidade paterna e fraterna” ao escolher D. Delfim Jorge Esteves Gomes, na mensagem ‘servir na alegria da caridade’.

Segundo o novo bispo auxiliar de Braga, o Papa foi “bater à porta de um simples pároco” e lançou‐lhe um desafio, por isso, a sua primeira palavra “é de agradecimento” a Francisco, “pela nomeação e confiança”, e a segunda é de “profunda gratidão” à Diocese de Bragança-Miranda.

O novo bispo nasceu a 1 de janeiro de 1962, em Bragança, Paróquia de Santa Maria, tendo sido ordenado sacerdote na mesma cidade, a 3 de setembro de 1989.

“Aqui nasci, cresci e servi. Desde o presbitério com os meus irmãos no sacerdócio, às paróquias e Unidade Pastoral Senhora da Assunção, aos serviços e órgãos diocesanos, às IPSS e Misericórdias e à escola com a EMRC seus professores e alunos, o meu abraço e a minha amizade”, desenvolve D. Delfim Esteves Gomes, na mensagem publicada no sítio online da Diocese de Bragança-Miranda.

Mensagem de Agradecimento do Pe. Delfim Gomes à Diocese de Bragança-Miranda, e saudação à Arquidiocese de Braga

O administrador diocesano de Bragança-Miranda afirma que esta Igreja “rejubila de alegria e sente‐se profundamente honrada” por ter sido anunciada a eleição para o ministério episcopal de mais um sacerdote do seu “dedicado presbitério” no 21º aniversário da dedicação da catedral.

“Acolhemos com profunda e exuberante alegria tão gratificante notícia, se bem que também nos traz um sentimento de tristeza pela sua partida de entre nós e pela lacuna que o Padre Delfim deixa em aberto na pastoral diocesana de Bragança-Miranda”, escreveu monsenhor Adelino Paes.

O responsável diocesano agradece ao novo bispo auxiliar de Braga “toda a dedicação e entrega ao serviço” da diocese transmontana durante 33 anos de sacerdócio, “desde o seminário à paroquialidade”, na vila e concelho de Vila Flor, a pastoral juvenil e escolar, a vigararia episcopal do clero, a Casa Pastoral aberta a todos e o múnus de Arcipreste de Moncorvo.

“Em tudo deixa a marca de um sacerdócio fecundo, dinâmico, alegre e totalmente doado à causa do Evangelho”, salienta monsenhor Adelino Paes.

A Conferência Episcopal Portugal (CEP) também manifestou “o seu regozijo” pela nomeação do padre Delfim Jorge Esteves Gomes como bispo titular de Dumio e auxiliar da Arquidiocese de Braga, numa nota onde destaca a sua “experiência e competência” em diversos setores.

D. Delfim Jorge Esteves Gomes vai ser ordenado bispo no dia 4 de dezembro de 2022, às 15h00, na catedral de Bragança.

O novo bispo auxiliar de Braga é apresentado à arquidiocese minhota, no dia seguinte, 5 de dezembro, Festa de São Geraldo, às 17h30, na Sé.

CB/OC

 

Notícia atualizada às 16h22

 

Igreja/Portugal: Papa nomeia D. Delfim Esteves Gomes como bispo auxiliar de Braga

Partilhar:
Share