Arcebispo primaz denuncia «incoerências» no mundo da justiça, da saúde ou do ensino

Foto: Diário do Minho

Braga, 26 fev 2020 (Ecclesia) – O arcebispo de Braga apelou hoje à intervenção dos católicos nos problemas da sociedade, oferecendo uma visão alternativa às ideias de “sucesso imediato” e “satisfação pessoal”.

“A Igreja não se pode calar perante tantas incoerências no mundo da justiça, da saúde ou do ensino”, referiu D. Jorge Ortiga na homilia da Missa de Quarta-feira de Cinzas, a que presidiu na catedral minhota.

O responsável católico apontou o dedo a “ideologias desestruturadas” que colocam em causa outros valores e devem questionar as comunidades católicas, assinalando que “falta muito” para que estas tenham uma presença significativa.

“Temos uma doutrina com valor de universalidade e colocá-la no coração da sociedade ou na praça pública é dever que não podemos negligenciar”, advertiu.

No início do tempo da Quaresma, que antecede a Páscoa no calendário litúrgica, D. Jorge Ortiga propôs um caminho de renovação para os cristãos.

“Amamos a Deus servindo o próximo e transformando o mundo em Reino de Deus. Importa aventurar-se, segundo um programa pessoal e comunitário, pelos caminhos da interioridade e abrir as portas para que o mundo entre e encontre respostas”, declarou, numa intervenção enviada à Agência ECCLESIA.

OC

Quaresma: D. Jorge Ortiga alerta para o «lamentável fenómeno da violência» e destaca proposta da Igreja «alicerçada no amor»

 

Partilhar:
Share