Peregrinação e música, com Cuca Roseta, estiveram em destaque no encerramento da Semana de Oração pelas Vocações

Braga, 24 mai 2019 (Ecclesia) – O Departamento de Pastoral para as Vocações da Arquidiocese de Braga dinamizou uma peregrinação vocacional, com mais de 1300 participantes, que terminou numa noite cultural com a participação da fadista Cuca Roseta.

Numa mensagem aos jovens, o arcebispo de Braga convidou a “refletir e pensar, interrogando-se sobre o verdadeiro sentido da vida”, lembrando que “cada um tem a sua originalidade e os seus talentos”.

D. Jorge Ortiga destacou a necessidade de “arriscar com coragem e com ousadia sonhos maiores”, salientando que é possível “semear um mundo novo de esperança, de alegria e de paz”.

Na nota enviada à Agência ECCLESIA, o Departamento Arquidiocesano da Pastoral Vocacional de Braga destaca que os “mais de 1300 participantes, na sua grande maioria” eram jovens das “diferentes comunidades paroquiais” do Arciprestado de Vila do Conde e Póvoa de Varzim, que coorganizou o encontro.

‘A coragem de arriscar pela promessa de Deus’, a partir da mensagem do Papa Francisco para o Dia das Vocações 2019, foi o tema da Semana de Oração pelas Vocações 2019 e a Arquidiocese de Braga promoveu a peregrinação ‘Nos Trilhos da Vocação… Arrisca um sonho maior’, a partir de quatro locais de partida: Igreja Matriz de Vila do Conde, Igreja Matriz da Póvoa de Varzim, Igreja Paroquial das Caxinas e Igreja Paroquial de Touguinhó.

A caminhada foi marcada por momentos de oração, reflexão e duas paragens com dinâmicas, que convidaram a “lançar as redes ao mar, ousando novas rotas e novos horizontes” e os participantes ainda visitaram tendas vocacionais, “promovidas e preparadas pelos diferentes movimentos pastorais do arciprestado”.

A noite do dia 18 foi “inteiramente dedicada à música”, a partir das 20h30, com o padre Sandro Vasconcelos e a sua banda (Diocese de Braga), depois a “figura de destaque” foi a fadista Cuca Roseta, no espaço Agros.

Segundo o comunicado, do alinhamento do concerto destacam-se as músicas “Avé Maria”, de Frei Hermano da Câmara, e “Foi Deus”, eternizado por Amália Rodrigues, onde a cantora evocou a dimensão vocacional da vida lembrando “o caminho que Deus criou para cada um”.

O Departamento Arquidiocesano da Pastoral Vocacional explica ainda que, depois da fadista portuguesa, a jornada das vocações continuou “com muita animação”, com a música do padre Guilherme Peixoto, também da Arquidiocese de Braga.

CB/OC

Jornada Vocacional 2019 ࿇ ❴Arrisca. Não te esqueças de amar❵

O encerramento da Semana das Vocações na Arquidiocese de Braga, aconteceu na semana a seguir à mesma, tendo constado de uma Peregrinação Vocacional, visita às tendas dos vários setores da pastoral, bem como um encerramento em festa com um concerto em que atuaram o padre Sandro, a fadista Cuca Roseta e o Padre Guilherme, no passado dia 18 de Maio no Espaço Agros.Este dia foi organizado pelo Arciprestado de Vila do Conde/Póvoa de Varzim em ligação à Pastoral Vocacional da Arquidiocese de Braga.Esta iniciativa foi subordinada ao tema “A CORAGEM DE ARRISCAR PELA PROMESSA DE DEUS”, de acordo com a Mensagem publicada pelo Papa Francisco.«ARRISCA» – Hino da Semana das Vocações 2019Letra cónego Joao Aguiar Campos.Tu não és gaivota, és pescador.Tu não és silva, és ferro de aradode um mundo lavradode sangue e suor.Abre a janela ao ruído da rua,junta a tua a outras vozesao projeto de Deusque não deves calar.Refrão:Vai. Não temas o vento, a distância ou o mar.É na praia que o tempo adormecee o horizonte se esquece.Arrisca. Não te esqueças de amar.Sê pedra de casa,Sê pedra de altar,Sê árvore de fruta,Madeira de mar.Sê grito na noite,Silêncio e escuta,Coração aberto,Sê mão que labuta.Abre a janela ao ruído da rua,junta a tua a outras vozesao projeto de Deusque não deves calar.Refrão:Vai. Não temas o vento, a distância ou o mar.É na praia que o tempo adormecee o horizonte se esquece.Arrisca. Não te esqueças de amar.Sê rede e abraço,Sê fonte ou sê rio,Sê lume acesoNuma tarde de frio. (bis)Refrão:Vai. Não temas o vento, a distância ou o mar.É na praia que o tempo adormecee o horizonte se esquece.Arrisca. Não te esqueças de amar. (bis)

Publicado por Arquidiocese de Braga em Quinta-feira, 23 de maio de 2019

Partilhar:
Share