Bispos vão continuar a desenvolver preocupações sobre «raízes cristãs da Europa»

Foto: Lusa/EPA

Lisboa, 31 dez 2022 (Ecclesia) – O Conselho das Conferências Episcopais Europeias (CCEE) manifestou hoje o seu pesar pelo falecimento do Papa emérito Bento XVI, recordando o seu “magistério europeu”.

“As intervenções de Bento XVI sobre a Europa foram múltiplas. Em particular, dirigindo-se aos presidentes das Conferências Episcopais da Europa reunidos no seu plenário em 2012, o Papa emérito tinha-os convidado a refletir «sobre a tarefa perene de evangelização com renovada urgência»”, assinala um comunicado da CCEE enviado hoje à Agência ECCLESIA.

O arcebispo Gintaras Grusas, presidente da CCEE, assinala que o magistério que Bento XVI desenvolveu durante o pontificado, procurou enfatizar “as raízes cristãs da Europa” e destacar “um retorno necessário a Cristo e à evangelização para a construção de uma civilização do amor”.

Os bispos da CCEE “continuarão a desenvolver o Magistério Europeu de Bento XVI, na certeza de que só Cristo é esperança para uma Europa em conflito”.

O Papa emérito Bento XVI faleceu hoje aos 95 anos de idade, anunciou o Vaticano; Bento XVI, eleito em abril de 2005 para suceder a João Paulo II, tinha renunciado ao pontificado em fevereiro de 2013, mantendo uma vida reservada no Mosteiro ‘Mater Eclesiae’, do Vaticano.

“A Presidência da CCEE junta-se à dor do Papa Francisco e pede a todos comunidades eclesiais na Europa para orações para acompanhar Bento XVI na sua última peregrinação e invocar o Céu do Senhor para o seu bom e fiel servo”, finaliza.

LS

Partilhar:
Share