«Somos Igreja Celebrante» é o lema pastoral mobilizador para as comunidades do Baixo Alentejo

Lisboa, 01 dez 2019 (Ecclesia) –  A Diocese de Beja vai assinalar a partir de hoje os 250 anos da sua restauração com programa de celebrações, de cunho pastoral.

“Quisemos que as comunidades vivessem espiritualmente este acontecimento, procuramos que cada paróquia assumisse em três dias do ano, à escolha, um momento de oração pela diocese, pelo bispo, e pela própria comunidade local”, exemplificou o cónego Domingos Pereira, vigário episcopal para a Pastoral.

Em entrevista à Agência ECCLESIA, o sacerdote de Beja afirmou que quiseram “acordar as comunidades cristãs” para os 250 da restauração da diocese, que vão assinalar em 2020, e um dos sinais exteriores é um painel com o ícone de Cristo, um desenho do bispo diocesano D. João Marcos, que vai na fachada da igreja para informar sobre “o que está a acontecer”.

O vigário episcopal para a Pastoral da Diocese de Beja refere também que vão ter uma exposição, a partir de março do próximo ano, com os quatro períodos desta Igreja local, desde o seu início: “531 é a primeira nota que temos com o bispo que inaugura a época visigótica dos bispos de Beja, o povo canonizou-o como santo Apríngio”.

Atualmente, a Diocese de Beja, a segunda maior de Portugal em território, tem 119 paróquias, e pouco clero, “50 padres disponíveis para o trabalho pastoral”, 13 diáconos permanentes, contabiliza o cónego Domingos Pereira dando como exemplo que no Concelho de Mértola “há uma paróquia que dista de outra 72 quilómetros”.

Segundo o sacerdote existe também uma aposta nos leigos que vão a muitos locais onde “o padre só pode ir de 15 em 15 dias, ou de mês a mês, para a celebração da Palavra”.

O regadio proporcionado pelo Alqueva alterou a paisagem alentejana refere o entrevistado, assinalando que, “hoje, são quilómetros e quilómetros de oliveiras, amendoeiras, pomares, produtos hortícolas” e existem também “muitos migrantes das mais diversas partes”.

Neste contexto, o vigário episcopal para a Pastoral de Beja adianta que com a celebração dos 250 anos da restauração desta diocese pretendem “ir acordando as comunidades para esta novidade” de existir “outra gente no interior das comunidades” e “se são ou não capazes de dialogar”.

As comemorações/celebrações oficiais dos 250 anos da restauração da Diocese de Beja começam este domingo, 1 de dezembro, e vão estar em destaque no programa ECCLESIA, a partir das 06h07, na Antena 1 da rádio pública, e no ‘70×7’, às 07h30, na RTP 2.

HM/CB

 

Partilhar:
Share