Na jornada de oração pela santificação do clero, D. João Marcos apelou também para que não dispensem a Liturgia das Horas e a Missa diária

Beja, 14 jun 2021 (Ecclesia) – O bispo de Beja pediu aos padres da diocese para “não dispensarem a Liturgia das Horas e a Missa diária”, recomendando-lhes ainda que preparem as homilias.

“Preparemos as homilias, frequentemos a Sagrada Escritura, cultivemos a comunhão dos santos, sobretudo a devoção à Virgem Santa Maria rezando o terço diariamente, e a São José, e também aos padroeiros das paróquias que apascentamos em nome do Senhor”, disse D. João Marcos, na homília da celebração da solenidade do Coração de Jesus, a que presidiu esta sexta-feira, na Sé de Beja.

Na jornada de oração pela santificação do clero, o responsável católico convidou os sacerdotes a aproximar-se “humildemente do Sacramento da Reconciliação” e a  uma “conversão permanente”.

O “grande objetivo” da celebração do Coração de Jesus é contemplação, “no Coração rasgado” do Salvador, “as consequências dos pecados”, mas, sobretudo, “o amor indizível de Deus”, sublinhou D. João Marcos, numa intervenção enviada à Agência ECCLESIA.

As raízes da vida “não estão no dinheiro, no prazer, nas honras”, mas em Jesus Cristo, acrescentou.

Anualmente, a celebração deste dia na Catedral de Beja sublinha a dedicação da Sé ao Sagrado Coração de Jesus e a presença das Irmãs Oblatas do Divino Coração na diocese, cuja obra de ação social e eclesial é exercida principalmente em Beja e Odemira.

LFS/OC

Partilhar:
Share