Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida quer ajudar pais e filhos perante desadios da pré-adolescência

Cidade do Vaticano, 19 nov 2021 (Ecclesia) – O Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida está a dinamizar uma campanha com 10 conselhos para ajudar a centrar a atenção pastoral na formação e educação das crianças na família, através das suas redes sociais.

“A campanha é importante, mesmo com toda a sua simplicidade, porque quer contribuir para focar a atenção pastoral na formação e educação das crianças na família, para ajudar os pais a não desistirem diante de tantos problemas generalizados na idade pré-adolescente”, explica o organismo da Santa Sé.

O Dicastério destaca que, geralmente, os problemas são causados “pela falta de diálogo com os filhos” e um “profundo sentimento de solidão da parte das crianças”, que, hoje podem esconder “experiências traumáticas, como, por exemplo, o cyberbullying”.

Os 10 conselhos, ou “dicas”, pretendem que as famílias e, sobretudo, as crianças tenham conhecimento “das palavras do Papa Francisco” na ‘Amoris Laetitia’, a exortação apostólica publicada em 2016.

“Cada um está ao serviço dos outros, mas ninguém é empregado dos outros. Isso significa que é bom fazer algo pelos outros com generosidade e alegria”, lê-se no conselho desta sexta-feira, inspirado no número 94 da ‘Amoris Laetitia’.

O ‘decálogo da nossa família’ centra-se em temas como a escuta, o diálogo, a renúncia, o serviço ao próximo, a alegria de doar e a maturidade.

O padre Andrea Ciucci, da Academia Pontifícia para a Vida, salientou que esta campanha pretende valorizar a exortação ‘Amoris Laetitia’, “um tesouro onde se pode encontrar grandes cenários, mas também pequenos conselhos para enfrentar a vida quotidiana”.

“Todos experimentamos que a fé cristã dá forma aos nossos gestos quotidianos”, observou.

Ao portal ‘Vatican News’, o padre Andrea Ciucci disse que gostava que os educadores “usassem essas dicas para o diálogo familiar” e realça que são um “grande investimento educacional” que os catequistas devem propor para “valorizar as experiências familiares”.

A campanha do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida foi lançada esta terça-feira; durante 10 dias estão a ser publicadas imagens, com reflexões, nas redes sociais deste organismo da Santa Sé (Instagram, Facebook e Twitter), com os hashtags (marcadores) #10familytips, #AmorisLaetitia e #YearoftheFamily, tendo sido também criado um sítio online com os diferentes conteúdos.

A Igreja Católica está a viver um “ano especial” dedicado à família, desde de 19 de março, até à celebração do X Encontro Mundial das Famílias, em Roma (26.06.2022), assinalando o quinto aniversário da exortação ‘Amoris Laetitia’, resultado de duas assembleias do Sínodo dos Bispos.

No documento, ao longo de nove capítulos, em mais de 300 pontos, Francisco dedica a sua atenção à situação atual das famílias e os seus numerosos desafios, desde o fenómeno migratório à “ideologia de género”; da cultura do “provisório” à mentalidade “antinatalidade”, passando pelos dramas do abuso de menores.

CB/OC

Partilhar:
Share