Acordo assinado com Universidade do Algarve reconhece «carência de residências universitárias e de alojamento privado» no concelho de Faro

Faro, 03 out 2022 (Ecclesia) – O Seminário de São José da Diocese do Algarve e a Universidade do Algarve (UAlg) assinaram um protocolo de colaboração para o alojamento de estudantes com “manifesta insuficiência económico-financeira” que não conseguem integrar as residências universitárias da academia.

“Assumimos esta cooperação com a Universidade do Algarve como um serviço, através do qual se torna possível a oferta de uma oportunidade formativa ímpar na vida destes estudantes universitários. Foi com muita alegria e satisfação que recebemos este desafiante convite da Universidade, ao qual procurámos dar prontamente a melhor colaboração possível”, explicou o reitor do Seminário de São José, informa o jornal diocesano ‘Folha do Domingo’.

O padre António de Freitas adiantou que este ano, “à partida, serão 10 estudantes africanos” que vão receber no seminário diocesano, “com a possibilidade de virem dois de Cabo Delgado” (Moçambique), e, segundo este responsável, a instituição católica não precisa fazer obras de adaptação para receber os estudantes.

A UAlg e o Seminário da Diocese do Algarve assinaram um protocolo de colaboração com vista ao alojamento de estudantes que não conseguem integrar as residências universitárias desta academia e que se encontrem em situação de “manifesta insuficiência económico-financeira, nomeadamente, de países africanos em vias de desenvolvimento e/ou de territórios em situação de crise humanitária”.

Foto D.R

O acordo reconhece a “carência de residências universitárias e de alojamento privado que possam disponibilizar aos estudantes o suporte e bem-estar de que os mesmos tanto necessitam” no concelho de Faro, e foi assinado na terça-feira, 27 de setembro.

“Este protocolo de cooperação, que se caraterizou desde a primeira hora, por uma procura comum em dar resposta a esta situação específica, tem uma grande importância para o nosso Seminário, já que este, desde a sua fundação, teve muitos momentos de abertura e atenção às necessidades formativas e educativas no Algarve, para além dos estudos eclesiásticos”, desenvolveu o reitor do Seminário de São José.

Segundo a vice-reitora para a Internacionalização e Desenvolvimento Sustentável da UAlg, Alexandra Teodósio, esta cooperação “assume especial relevância” quando visa o apoio e a inclusão social de estudantes, “já que a Universidade do Algarve tem na sua matriz a defesa de valores humanísticos e sociais”.

O seminário da Diocese do Algarve vai disponibilizar no seu edifício, no Largo da Sé, em Faro, quartos individuais em número a definir anualmente que não representarão qualquer encargo para os alunos, e a admissão de estudantes fica a cargo dos Serviços de Ação Social da universidade, que poderão ter acesso gratuito às cantinas da UAlg.

A Universidade do Algarve manifesta ainda “a sua disponibilidade em, pelos meios adequados, apoiar os estudantes seminaristas da Diocese do Algarve através dos Serviços de Biblioteca, plataformas online bibliográficas e de outros recursos materiais que venham a ser identificados”, informa o jornal ‘Folha do Domingo’.

CB

 

Partilhar:
Share