Inserida no Festival de Órgão do Algarve 2018 que termina a 30 de novembro

estudos_imagemFOAL_2

Faro, 03 nov 2018 (Ecclesia) – A Diocese do Algarve informa que o restauro do órgão de tubos da igreja matriz de Portimão vai ser inaugurado hoje às 21h30, um dia depois do início do Festival de Órgão da região algarvia.

“Os organistas sempre se queixaram (e com razão) das condições do órgão”, lembrou o pároco da matriz de Portimão, o padre Mário de Sousa, em declarações ao jornal ‘Folha do Domingo’ enviadas à Agência ECCLESIA.

Desmontagem, reparação, montagem, limpeza e afinação do instrumento, produzido em 1886, foram os diversos passos do restauro do órgão de tubos da igreja matriz de Portimão que começaram em agosto deste ano e tiveram um custo de cerca de 20 mil euros, suportado pela Câmara Municipal de Portimão.

A inauguração esta noite é da responsabilidade da organista Margarida Oliveira com a participação do Coral Adágio, dirigido pelo maestro António Alves.

A igreja matriz de Portimão vai receber outro concerto inserido no festival, que vai combinar órgão e trompa, também às 21h30, a 9 de novembro.

A 11.ª edição do Festival de Órgão, organizada pela Associação Cultural Música XXI, vai percorrer ainda os concelhos de Faro, Loulé e Tavira, até 30 de novembro.

O evento começou esta sexta-feira na igreja do Carmo, em Faro, que vai receber um novo concerto a 10 de novembro.

A Sé de Faro vai receber um programa de invocação Mariana, a 17 do próximo mês, e um novo espetáculo dia 24.

A organização programou atividades extra concertos, na Sé algarvia, como um concerto pedagógico, às 10h00 de dia 15, a apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos da recente Escola de Órgão da Sé, às 16h00, de 18 de novembro, e uma Missa no domingo dia 25, a partir das 12h15.

Em Loulé, a igreja matriz de Boliqueime acolhe um itinerário vocal, que tem por base de inspiração o património artístico da Igreja, no próximo dia 16, e um novo concerto a 23 deste mês.

Já em Tavira também foram escolhidos lugares de culto para os espetáculos: A igreja de Santiago também no dia 23, e a igreja da Misericórdia onde termina a 11.ª edição do festival no dia 30 de novembro.

Os concertos começam sempre às 21h30 e todos os eventos são de entrada livre.

O jornal diocesano ‘Folha do Domingo’ informa ainda que a Ordem do Carmo de Faro, o Cabido da Sé de Faro, as Paróquias de Portimão, Boliqueime e Tavira e a Misericórdia de Tavira também são parceiros do Festival de Órgão do Algarve.

CB

Partilhar:
Share