D. Manuel Quintas presidiu à Missa do Corpo de Deus, com bênção à cidade e à diocese

Faro, 12 jun 2020 (Ecclesia) – O bispo do Algarve presidiu esta quinta-feira à Missa da solenidade do Corpo de Deus, na Sé de Faro, e pediu aos participantes que tenham uma vida com “marca eucarística”.

“É o serviço, o amor, o perdão que partilhamos com os outros que dá autenticidade e verdade à nossa participação na Eucaristia”, disse D. Manuel Quintas, numa homilia citada pelo jornal diocesano, ‘Folha do Domingo’.

O responsável católico referiu que “a Igreja vive da Eucaristia” e “com a Eucaristia”, a presença “plena, total” de Jesus Cristo.

“Uma vida cristã sem Eucaristia não faria sentido. Facilmente ou gradualmente deixaria de ser cristã”, indicou D. Manuel Quintas.

O bispo do Algarve destacou que a celebração do Corpo de Deus é uma celebração “totalmente centrada na presença real, substancial e sacramental de Jesus na Eucaristia”, celebrada tradicionalmente com uma procissão que este ano não se realizou, por causa da pandemia de Covid-19.

A intervenção lembrou ainda as crianças que não puderam celebrar a sua Primeira Comunhão.

Foto: Samuel Mendonça/Folha do Domingo

“Queremos rezar, de maneira particular, por elas neste dia, para que Jesus lhes fale ao coração e as conforte. E, certamente que esperamos todos encontrar oportunamente uma data nas paróquias para poder celebrar essa festa tão sugestiva e tão genuína para as nossas comunidades e para a nossa Igreja diocesana”, apontou.

No final da Eucaristia, o bispo do Algarve abençoou Faro e a diocese, desde a porta principal da Catedral, um gesto realizado com a participação dos párocos da cidade, após uma breve procissão.

OC

Partilhar:
Share