D. Manuel Quintas manifestou a alegria da Igreja algarvia por esta decisão e caminhada

Foto: Folha do Domingo

Faro, 11 mar 2019 (Ecclesia) – O bispo do Algarve recebeu 77 adultos que pediram a admissão aos sacramentos da iniciação cristã – Batismo, Confirmação (crisma) e Eucaristia (comunhão), 44 das quais já este ano.

“O facto de celebrarmos o rito da eleição na nossa catedral é também para que vos sintais acolhidos nesta Igreja, que está para além das paróquias, que é a Igreja diocesana e que o bispo representa”, disse D. Manuel Quintas, este domingo, aos adultos que devem receber os três sacramentos na vigília pascal deste ano, no próximo dia 20 de abril.

Segundo informação enviada hoje à Agência ECCLESIA, pelo jornal diocesano ‘Folha do Domingo’, o bispo diocesano afirmou que era “toda” a Igreja do Algarve que os acolhia e que “se alegra” com os eleitos e com o “caminho” que vão percorrer “de maneira mais intensa”.

D. Manuel Quintas destacou a importância do percurso que os catecúmenos estão a fazer, de “descoberta da pessoa de Cristo”.

“É com alegria que vos peço que não tenhais medo de acolher Cristo na vossa vida. Abri o vosso coração e a vossa vida e encontrareis nele a força de que precisais para vencer todas as formas de tentação”, declarou.

O bispo do Algarve assinalou que vai estar “particularmente unido” aos novos católicos quando os seus párocos lhes administrarem os sacramentos da iniciação cristã.

44 candidatos inscreveram o seu nome, num rito próprio, como gesto que confirma a sua vontade em receber os sacramentos da iniciação cristã; durante os próximos domingos da Quaresma vão celebrar nas suas paróquias os escrutínios e a tradição das entregas das orações do Credo e do Pai-Nosso.

Este grupo vai realizar um retiro espiritual, orientado pelo padre Nuno Tovar de Lemos (Jesuíta), entre as 09h00 e as 19h00, do próximo dia 16, na casa de retiros de São Lourenço do Palmeiral, na união de freguesias de Alcantarilha e Pêra.

Os restantes 33 adultos vão ser batizados na vigília pascal de 2020.

“Gostaria que vos sentísseis acompanhados por toda a Igreja do Algarve que ao longo deste ano vai rezar por vós e convosco. Senti-vos verdadeiramente apoiados por esta Igreja que é mãe, que vos acolhe com alegria e que vos oferece a palavra de Deus como alimento deste grande percurso”, desenvolveu o bispo do Algarve.

CB/OC

Partilhar:
Share