José Luís Nunes Martins

Cara amiga,

Todos cometemos erros de todos os tipos, mas um dos piores é o perdermos uma oportunidade de ser bondosos. Se estás numa situação em que podes fazer a diferença e decides não avançar, falhas. Pode ser por vergonha, preguiça, orgulho ou outra coisa qualquer, mas nenhuma delas te desculpará, porque o bem é uma obrigação de todos nós, mais ainda diante de quem está longe de compreender isso.

Não te preocupes com o que pensam os outros, nem sequer sobre o que pensam de ti. Isso não te diz respeito. Pensa, decide e age com clareza e de acordo com os teus valores, nunca em função do que podem os outros pensar, dizer ou fazer.

Há dois tipos de pessoas no mundo: as que fazem e as que ficam a assistir. As primeiras cometem muitos erros. As segundas não fazem nada. Quem fica à espera de que aqueles que assistem façam alguma coisa, passa, em pouco tempo, a ser um deles.

Peço-te que te empenhes em nunca desaproveitares uma ocasião de revelares a tua bondade. Por vezes, dirás, é quase impossível ser bom… sim, mas, sabes, boa parte das vezes, ser mais difícil é um sinal claro de que é ainda mais importante.

No mais fundo de ti, por baixo da tua alma, há uma luz que nunca se apaga. Nunca. Podes escondê-la, revelá-la ou tentar pegar fogo ao mundo com ela. Essa chama é a tua vida, é o porquê e o para quê da tua existência, é o amor que alguém depositou em ti e que espera que o utilizes para o bem. É um fogo que brilha e te indica o rumo do bem e, ao mesmo tempo, ilumina o caminho até lá.

Ser livre é ter várias opções e escolher a melhor. Quem prefere a mais fácil, ou a que mais lhe agrada, não é livre, é apenas fraco.

Aproximam-se tempos difíceis. Prepara-te. Aprende a viver com pouco e sem egoísmos. Se o conseguires, servirás de modelo aos que cruzam o teu caminho. Faz o bem, sem te preocupares com quem vai ficar com os aplausos.

Podes mudar o mundo inteiro se decidires que a tua vida não é para ti e que, por isso mesmo, a entregares aos outros, sem esperar por ninguém. Faz o bem, sem esperar por uma oportunidade melhor.

Mantém-te calma quando chegarem as horas mais duras, elas passarão, da mesma forma como passam os dias bons. Faz o bem, sem contar forças, porque quando alguém faz o bem, nunca as forças se lhe esgotam.

Luta pela felicidade, como lutarias pelo pão para os teus filhos se estivessem à fome.

Gosto muito de ti. Rezo por ti.

 

Partilhar:
Share