Francisco lembra «quantos deram a vida para estar perto dos doentes»

Cidade do Vaticano, 23 nov 2020 (Ecclesia) – O Papa afirmou que os médicos e enfermeiros “são os heróis anónimos desta pandemia” de Covid-19, numa mensagem divulgada hoje pelo portal do Vaticano.

“Vocês são os heróis anónimos desta pandemia. Quantos de vocês deram a vida para estar perto dos doentes! Obrigado pela proximidade, obrigado pela ternura, obrigado pelo profissionalismo com que cuidam dos enfermos”, disse Francisco no vídeo dirigido à Comissão para a Pastoral da Saúde da Conferência Episcopal Argentina.

O Papa sustenta que a pandemia “chama a estar perto dos homens e mulheres que sofrem”.

“Rezo por vocês e peço ao Senhor que os abençoe, que abençoe de todo coração cada um de vocês e as suas famílias, e que os acompanhe o seu trabalho e os problemas que possam encontrar. Que o Senhor esteja junto de vocês, assim como vocês estão junto dos doentes. Por favor, não se esqueçam de rezar por mim”, conclui.

A Igreja Católica na Argentina celebrou no sábado o ‘Dia dos Enfermeiros’, coincidindo com a Festa de Nossa Senhora dos Remédios, e comemora o ‘Dia dos Médicos’ no próximo dia 3 de dezembro.

  1. Alberto Bochatey, da Comissão Episcopal para a Pastoral da Saúde, saúda também os médicos e enfermeiros da Argentina antes da mensagem do Papa, no vídeo com imagens de profissionais de saúde a cuidarem de doentes nos hospitais, clínicas e enfermarias.

“Queremos agradecer-lhes por cuidar de nós, por cuidar de nossas famílias e amigos, por cuidar de nossa fragilidade, por cuidar de cada vida”, refere-se no vídeo, com imagens de situações clínicas onde diversas pessoas também agradecem o trabalho dos médicos e enfermeiros.

CB/OC

 

Partilhar:
Share