Missa Exequial é celebrada este domingo, pelas 15h00, na Catedral de Viseu

Viseu, 21 fev 2020 (Ecclesia) –  D. Ilídio Pinto Leandro, bispo emérito de Viseu, faleceu hoje aos 69 anos de idade, no Hospital de São Teotónio, onde estava internado após agravamento da sua saúde, anunciou a diocese local.

O seu sucessor, D. António Luciano, manifesta “profundo pesar”, informando que o falecimento aconteceu às 11h30 desta sexta-feira.

“Demos graças a Deus pelo dom da sua vida e ministério. Que o Senhor Ressuscitado, aquele que venceu a morte, o receba no seu Reino glorioso”, escreve, em comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

A Diocese anunciou que este sábado, pelas 12h00, na igreja do Centro Pastoral de Viseu, tem início um “tempo de oração e vigília”, que se conclui às 21h00, com a celebração do Ofício de Leitura de Defuntos.

No domingo, pelas 12h00, decorre o cortejo fúnebre para a Catedral de Viseu, onde o corpo permanece até à celebração da Missa Exequial, pelas 15h00.

As cerimónias prosseguem na terra natal do falecido bispo, Rio de Mel (Pincelo dos Milagres, São Pedro do Sul), onde é celebrada a Eucaristia, pelas 17h00, seguindo-se o sepultamento no cemitério local.

D. Ilídio Leandro foi bispo de Viseu de 2006 a 2018, quando o Papa aceitou a sua renúncia ao cargo, por motivos de saúde.

“Foi para mim uma altíssima honra trabalhar com quem, como eu, se disponibilizou, ao longo destes 12 anos, para servir em qualquer área da vida social, familiar, eclesial ou política, disponibilizando-se para melhorar a comunidade a que cada uma e cada um pertencem e responder às necessidades de cada pessoa e de cada Comunidade, em cada situação concreta”, disse, na celebração de agradecimento e despedida promovida pela diocese.

D. Ilídio Leandro disse aos presentes que a Igreja Católica deve responder com misericórdia a todas as pessoas com quem se encontra.

“Um grande obrigado a todas as pessoas que foram escutando o apelo e ouvindo o chamamento à participação, numa corresponsabilidade de quem é membro da Igreja e rogo a Deus que dê força, coragem e vontade para cada um continuar a servir a mesma Igreja, servindo os irmãos”, concluiu.

O Papa Francisco aceitou a renúncia a 3 de maio de 2018, sucedendo-lhe D. António Luciano.

Ilídio Pinto Leandro nasceu a 4 de dezembro de 1950, em Rio de Mel, Distrito e Diocese de Viseu; terminados os estudos em Filosofia e Teologia, no Seminário Maior de Viseu, recebeu a ordenação sacerdotal a 25 de dezembro de 1973, na Catedral de Viseu.

O Papa Bento XVI nomeou-o bispo de Viseu a 10 de junho de 2006 e a ordenação episcopal decorreu a 23 de julho do mesmo ano.

A 21 de setembro de 2017, a Diocese de Viseu emitiu um comunicado a detalhar os motivos que levaram o bispo local a pedir ao Papa a sua renúncia ao cargo, por motivos de saúde.

“Há sete anos, D. Ilídio sofreu um AVC que, não deixando sequelas físicas, deixou debilidades na sua capacidade de trabalho, que sentia especialmente na condução de reuniões com agenda mais pesada”, referia a nota.

O responsável ainda não atingira a idade prevista para a resignação (75 anos), mas o Direito Canónico pede aos bispos diocesanos que apresentem a sua renúncia em casos de “precária saúde” (cânone 401, §2).

O falecido bispo promoveu a partir de 2010 um Sínodo Diocesano, cujas conclusões foram apresentadas em 2016 como “a base para os planos pastorais dos próximos 10 anos”.

LFS/OC/PR

 

Partilhar:
Share