Cidade do Vaticano, 12 set 2019 (Ecclesia) – O Papa recebeu hoje no Vaticano os participantes no capítulo geral da Ordem dos Agostinhos Descalços, a quem sublinhou a importância de manter as raízes do seu carisma.

Francisco lembrou a longa tradição iniciada por Santo Agostinho, um “gigante do pensamento cristão”, antes de lançar um alerta: “Para ser moderno, alguém pode acreditar que é necessário separar-se das raízes”.

“Essa é a ruína, porque as raízes são a garantia do futuro. Não são um museu, é a verdadeira tradição. Nunca se deve separar das raízes para ser moderno! Isso é um suicídio”, advertiu, perante cerca de 200 religiosos, recebidos na Sala Clementina.

A escolha do quarto voto que caracteriza os religiosos, o da humildade, para dar ênfase aos trabalhos de 2019 foi elogiada pelo pontífice, o qual considerou que esta “é uma chave que abre o coração de Deus e os corações dos homens”.

OC

Partilhar:
Share