João Basto fala da vocação como uma «história sempre em releitura»

Foto: Diocese de Viana do Castelo

Viana do Castelo, 06 mai 2019 (Ecclesia) – A Diocese de Viana do Castelo viveu este domingo a celebração da instituição no ministério de Acólito de João Basto, da Paróquia de Carreço, no dia em que a Igreja iniciou a Semana Mundial de Oração pelas Vocações.

O seminarista do 5º ano de Teologia disse, em declarações ao jornal “Notícias de Viana” e enviadas à Agência Ecclesia, que a vocação é uma “história sempre em releitura”.

“A vocação é a história de uma vida onde se cruzam os nossos desejos e o desejo transformante de Deus; uma história sempre em releitura do que somos, como reconto, em diversos momentos, da nossa vulnerabilidade.

Neste sentido, recordo, neste momento, a importância que a imagem do crucificado e a presença de Jesus na Eucaristia tiveram neste percurso. Nelas encontrei a impossibilidade do poder, a negação do domínio e, ao mesmo tempo, a persistência do amor e do mistério. Nelas, no momento em que me proponho ao ministério do acolitado, vejo a proximidade de Deus e a exigência de ler também, pela sua Palavra, os sinais dos tempos”, disse João Basto.

A celebração aconteceu na Sé e foi presidida por D. Anacleto Oliveira, bispo de Viana do Castelo, no dia que marca o início da Semana Mundial de Oração pelas Vocações e que, este ano, tem como lema “A coragem de arriscar pela promessa de Deus”.

SN

 

Partilhar:
Share