Francisco sublinha celebração excecional do Corpo de Deus nos países afetados pela pandemia

Cidade do Vaticano, 10 jun 2020 (Ecclesia) – O Papa Francisco convidou hoje os católicos a assinalar a solenidade do Corpo de Deus com “confiança” no futuro e em Deus, regressando à celebração da Missa assim que for possível.

“Logo que vos seja possível, voltai à adoração e à comunhão do Corpo do Senhor na Missa de preceito. É a graça da Páscoa que frutifica na Eucaristia e que torna fecunda a nossa vida”, declarou, durante a audiência geral que decorreu na biblioteca do Palácio Apostólico, ao saudar os ouvintes de língua portuguesa.

Francisco sublinhou depois que a solenidade do Corpo e Sangue de Cristo não se vai assinalar, este ano, com “manifestações públicas”, por causa das limitações impostas pela pandemia, mas todos podem viver uma “vida eucarística”.

“A hóstia consagrada encerra em si a pessoa de Cristo: somos chamados a procurá-lo diante do sacrário, na igreja, mas também no tabernáculo que são os últimos, quem sofre, as pessoas sozinhas e pobres. O próprio Jesus o disse”, acrescentou.

O Papa desejou que todas as pessoas possam encontrar na Eucaristia “as energias necessários para viver com fortaleza cristã os momentos difíceis”.

A reflexão semanal de Francisco foi dedicada à “oração de Jacob”, uma passagem do livro bíblico do Génesis que fala da “luta” com Deus, na qual a tradição espiritual da Igreja Católica vê “o símbolo da oração como combate da fé e vitória da perseverança”.

“Todos nós temos um encontro com Deus durante a noite. Ele vai surpreender-nos quando menos esperamos, quando nos encontramos realmente sozinhos. Naquela mesma noite, lutando contra o desconhecido, tomaremos consciência de que somos apenas pobres homens”, observou, falando na “bênção reservada para aqueles que se deixaram transformar por Ele”.

OC

Partilhar:
Share