Francisco diz que país é um «campo de batalha»

Cidade do Vaticano, 26 fev 2020 (Ecclesia) – O Papa saudou hoje no Vaticano um grupo de peregrinos no Iraque, admitindo que tinha a intenção de visitar o país em 2020, viagem adiada por causa do atual cenário de violência.

“Estou muito próximo de vós. Sois um campo de batalha, sofreis uma guerra de um lado e do outro. Rezo por vós e pela paz no vosso país, para o qual estava programada uma visita minha, este ano”, disse, na Audiência Geral desta quarta-feira que decorreu na Praça São Pedro.

Em junho de 2019, falando aos participantes na Assembleia Plenária da Reunião das Obras de Ajuda às Igrejas Orientais, o Papa referiu que existiam planos para uma viagem ao Iraque.

O portal ‘Vatican News’ indica que, com o início dos protestos contra a corrupção e o governo iraquiano, a que se seguiu o aumento da tensão na região no início de 2020, “suspenderam temporariamente a possibilidade da concretização deste desejo do Papa Francisco”.

OC

Partilhar:
Share