Explosões em Beirute provocaram mais de uma centena de mortes e milhares de feridos

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 05 ago 2020 (Ecclesia) – O Papa enviou hoje uma mensagem de solidariedade ao Líbano, depois das duas explosões que aconteceram esta terça-feira no porto de Beirute, apelando à ajuda da comunidade internacional neste momento “trágico”.

“Rezemos pelo Líbano, para que com o compromisso de todos os seus elementos sociais, políticos e religiosos possa enfrentar este momento tão trágico e doloroso e, com a ajuda da comunidade internacional, superar a grave crise que está a atravessar”, referiu, no final da audiência geral que decorreu na biblioteca do Palácio Apostólico.

“Ontem, em Beirute, fortíssimas explosões provocaram dezenas de mortes, milhares de feridos e uma destruição muito grave. Rezemos pelas vítimas e os seus familiares”, recordou Francisco, num encontro com transmissão online.

As explosões desta terça-feira provocaram mais de uma centena de mortes e 4000 feridos, de acordo com um novo balanço da Cruz Vermelha divulgado hoje.

O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, revelou que cerca de 2750 toneladas de nitrato de amónio estavam armazenadas no depósito do porto de Beirute que explodiu, causando dezenas de mortos e milhares de feridos.

Diab declarou um dia de luto nacional, esta quarta-feira, pelas vítimas da explosão.

OC

Papa convida a rezar pelo Líbano neste momento trágico e doloroso

Ao final da Audiência Geral de hoje, o Papa Francisco convidou a rezar pelas vítimas das explosões no Líbano e fez um apelo à comunidade internacional para que ajude o país a superar a atual crise:"Rezemos pelo Líbano para que, com o compromisso de todos os seus componentes sociais, políticos e religiosos, possa enfrentar este momento trágico e doloroso e, com a ajuda da comunidade internacional, superar a grave crise que está atravessando".

Publicado por Vatican News em Quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Partilhar:
Share