Francisco evocou apelo a «abrir os corações a Cristo»

Cidade do Vaticano, 16 out 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco evocou hoje no Vaticano a figura de São João Paulo II (1920-2005), 41 anos após a eleição pontifícia do sucessor de João Paulo I.

“Caros irmãos e irmãs, hoje comemoramos a eleição do cardeal Karol Wojtyla para a Sé de Pedro. Agradecemos ao Senhor por todo o bem que se cumpriu na Igreja, no mundo e nos corações humanos através das palavras de João Paulo II, das suas obras e da sua santidade”, disse, na saudação aos peregrinos polacos presentes na Praça de São Pedro, para a audiência pública semanal.

“Lembremo-nos que o seu apelo a abrir os corações a Cristo é sempre atual. Pela sua intercessão, peço ao Senhor abundantes dons do Espírito Santo para todos vós, para as vossas famílias, comunidades e toda a Igreja”, acrescentou Francisco.

João Paulo II foi canonizado em abril de 2014, no Vaticano, pelo atual Papa, sendo então lembrado pela “extraordinária solicitude apostólica, em particular para com as famílias, os jovens e os doentes, o que o levou a realizar numerosas visitas pastorais a todo o mundo”.

Karol Jozef Wojtyla nasceu em Wadowice (Polónia), a 18 de maio de 1920, e morreu no Vaticano, a 2 de abril de 2005; entre os seus principais documentos, contam-se 14 encíclicas, 15 exortações apostólicas, 11 constituições apostólicas e 45 cartas apostólicas.

Em maio de 1982, no aniversário do primeiro atentado contra a sua vida, João Paulo II visitou Portugal, para agradecer a Nossa Senhora de Fátima.

João Paulo II voltou a Portugal em 1991 e em 2000, ano em que presidiu à beatificação dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marto, no Santuário de Fátima.

OC

Partilhar:
Share