Detidos estão na cadeia de Rebibbia, onde Francisco celebrou na Quinta-feira Santa de 2015

Cidade do Vaticano, 21 jun 2021 (Ecclesia) – O Papa recebeu hoje no Vaticano um grupo de 12 reclusos da cadeia de Rebibbia, uma das principais prisões de Roma, onde Francisco celebrou a Missa com lava-pés, na Quinta-feira Santa de 2015.

O portal ‘Vatican News’ informa que os presos estavam acompanhados por duas magistradas e pela diretora do terceiro presídio de Rebibbia, tendo ainda feito uma visita aos Museus do Vaticano.

O grupo ofereceu ao Papa uma cesta de pão fresco, na Casa Santa Marta, onde Francisco reside.

A conversa abordou a atenção que o pontífice dedica aos presos desde o seu tempo de arcebispo de Buenos Aires, onde costumava fazer visitas às cadeias, um gesto que tem repetido como Papa, em viagens internacionais e na celebração vespertina de Quinta-feira Santa.

“Hoje toda a comunidade prisional, com o Papa, viveu uma experiência muito importante”, disse o padre Moreno M. Versolato, capelão no menor dos quatro polos da prisão romana.

Rebibbia, uma das principais prisões de Roma, está dividida em quatro institutos autónomos para as diferentes penas, três para detenção de homens e um para mulheres – onde filhos pequenos são autorizados a viver com as mães até os 3 anos de idade.

OC

Partilhar:
Share