Francisco aborda mudanças em curso na Comunicação da Santa Sé

Cidade do Vaticano, 21 dez 2019 (Ecclesia) – O Papa disse hoje no Vaticano que a Igreja Católica deve promover uma “resposta adequada” no campo da comunicação aos desafios que são hoje colocados pelo mundo “multimédia”.

“A nova cultura, marcada por fatores de convergência e presença multimédia, precisa duma resposta adequada da Sé Apostólica no campo da comunicação. Hoje, em vez de serviços diversificados, prevalece a forma multimédia, e isto marca também o modo de os conceber, configurar e implementar”, declarou, durante o tradicional encontro de Natal com os responsáveis da Cúria Romana.

Falando sobre a reforma em curso no campo dos media do Vaticano, Francisco sublinhou que a mesma implica, “juntamente com a mudança cultural, uma conversão institucional e pessoal para passar dum trabalho em compartimentos estanques – no melhor dos casos, tinham alguma coordenação – a um trabalho intrinsecamente conexo, em sinergia”.

O Papa indicou que o recém-criado Dicastério para a Comunicação procura enfrentar a “mudança de época”, em que “largas faixas da humanidade vivem mergulhadas [no ambiente digital] de maneira ordinária e contínua”.

“Já não se trata apenas de ‘usar’ instrumentos de comunicação, mas de viver numa cultura amplamente digitalizada que tem impactos muito profundos na noção de tempo e espaço, na perceção de si mesmo, dos outros e do mundo, na maneira de comunicar, aprender, obter informações, entrar em relação com os outros”, explicou.

Citando o seu documento pós-sinodal de 2019, ‘Cristo Vive’, publicado após uma assembleia dedicado aos jovens, Francisco observou que, na atualidade, a abordagem da realidade “tende a privilegiar a imagem relativamente à escuta e à leitura”.

O Dicastério para a Comunicação engloba o trabalho anteriormente desempenhada por nove entidades: o Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, a Sala de Imprensa da Santa Sé, a Tipografia Vaticana, a Livraria Editora Vaticana, o jornal L’Osservatore Romano, a Rádio Vaticano, o Centro Televisivo Vaticano, o Serviço da Internet e o Serviço Fotográfico.

O Papa sublinhou que esta unificação visa “harmonizar os diferentes componentes para produzir uma melhor oferta de serviços”.

OC

Partilhar:
Share