Francisco assume «desgosto» pela decisão, justificada pelos problemas numa perna

Cidade do Vaticano, 12 jun 2022 (Ecclesia) – O Papa pediu hoje desculpas às autoridades e populações do Sudão do Sul e República Democrática do Congo pelo adiamento da sua viagem a estes países, por decisão médica.

“Com grande mágoa, por causa dos problemas na perna, tive de adiar a minha visita aos vossos países, programada para os primeiros dias de julho”, referiu, após a recitação do ângelus, desde a janela do apartamento pontifício.

Francisco fez esta declaração pública dois dias após o anúncio da decisão, feita num comunicado do Vaticano.

“Sinto, verdadeiramente, um grande desgosto pelo adiamento desta viagem, à qual dou enorme importância. Peço-vos desculpa, por isto”, acrescentou.

O Papa tem sido afetado por problemas num joelho que, nas últimas semanas, o obrigaram a deslocar-se habitualmente numa cadeira de rodas.

“Rezemos juntos, para quem com a ajuda de Deus e dos cuidados médicos, vos possa visitar o mais rapidamente possível”, pediu.

A viagem a África estava agendada para 2 a 7 de julho; no final desse mês, Francisco tem marcada uma visita ao Canadá.

OC

Partilhar:
Share