Francisco alerta para efeitos da instabilidade política e económica sobre as populações

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 10 jul 2022 (Ecclesia) – O Papa manifestou hoje a sua preocupação com as crises no Sri Lanka e Líbia, alertando para os efeitos da instabilidade política e económica sobre as populações.

“uno-me à dor do povo do Sri Lanka, que continua a sofrer os efeitos da instabilidade política e económica. Com os bispos do país, renovo o meu apelo à paz e imploro aos que têm autoridade, para que não ignorem o grito dos pobres e as necessidades da população”, declarou, desde a janela do apartamento pontifício, após a recitação do ângelus.

O primeiro-ministro do Sri Lanka, Ranil Wickremesinghe, decidiu demitir-se, face à onda de protestos no país, devido à grave crise económica.

Este sábado, dezenas de milhares de manifestantes estiveram nas ruas e centenas a conseguirem invadir a residência e o gabinete do presidente, Gotabaya Rajapaksa, informa a Lusa.

O Papa evocou ainda a população da Líbia, sobretudo os jovens e os que sofrem por causa dos “graves problemas e económicos do país”

“Exorto todos a procurar de novo soluções convincentes, com a ajuda da comunidade internacional, através do diálogo construtivo e da reconciliação nacional”, declarou, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro.

Dois governos disputam o poder na Líbia, desde março, e as eleições presidenciais e legislativas que deveriam ter decorrido dezembro de 2021 foram adiadas, sem data prevista para a sua realização.

OC

Partilhar:
Share