Francisco pede valorização das «boas notícias», que defendam o valor da vida

Cidade do Vaticano, 05 abr 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco alertou no Vaticano para o impacto crescente das “fake news”, falando esta quinta-feira a um grupo de jornalistas da Alemanha, num encontro ecuménico.

“Encorajo o vosso compromisso de fazer com que as notícias sejam factos, em vez de fake news; objetividade, em vez de boatos; investigação precisa, em vez de títulos aproximados”, declarou, numa intervenção divulgada pela Santa Sé.

Francisco pediu a ajuda dos jornalistas para travar uma situação que considerou “preocupante no mundo”, a contestação do “direito à vida”.

“A eutanásia que está a avançar, a negação da igualdade social, a falta de integração, a violação da dignidade humana e da liberdade de consciência. Nesse contexto, aos media públicos cabe a responsabilidade de tomar uma decisão definida para o bem precioso da liberdade humana”, sustentou.

O Papa pediu que, dentro da atividade diária do jornalismo, haja espaço para divulgar as “boas notícias”.

Ainda na quinta-feira, o porta-voz do Vaticano emitiu uma declaração, em resposta a notícias de alguns meios de comunicação, negando “categoricamente que o Santo Padre vá pronunciar por estes dias um ‘discurso histórico’ sobre o tema da homossexualidade”.

OC

Partilhar:
Share