Francisco destaca «período difícil» vivido pelo setor

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 20 jan 2022 (Ecclesia) – O Papa apelou hoje no Vaticano à defesa da “dignidade no trabalho”, recebendo a Associação Nacional de Empresas da Construção Civil da Itália.

“Quanto mais cuidamos da dignidade no trabalho, mais certos estamos de que a qualidade e a beleza do trabalho realizado irão aumentar”, referiu, durante a audiência desta manhã, divulgada pela sala de imprensa da Santa Sé.

Francisco destacou que o setor vive um “período difícil”, apresentando uma reflexão sobre vários desafios da construção civil, a partir do Evangelho.

“A competição deve ser um incentivo para fazer melhor e bem, não um desejo de dominação e exclusão”, apontou, antes de alertar para a “concorrência desleal”, que pode levar a “perda de empregos, apoio ao trabalho informal ou mal remunerado”.

“Isso favorece formas de corrupção que se alimentam na escuridão da ilegalidade e da injustiça. Concorrência e transparência: juntas”, pediu.

O Papa destacou ainda a necessária atenção à “sustentabilidade” das novas construções e à segurança.

“Infelizmente, se a segurança no local de trabalho é vista como um custo, parte-se da suposição errada. A verdadeira riqueza são as pessoas: sem elas não há comunidade de trabalho, não há empresa, não há economia”, observou.

OC

Partilhar:
Share