Francisco recorda «milhões de irmãos e irmãs que não têm o necessário para viver»

Cidade do Vaticano, 10 out 2021 (Ecclesia) – O Papa condenou hoje o que considerou como investimento “escandaloso” em armamento, quando milhões de pessoas vivem sem o necessário para a sua subsistência diária.

“Os Estados gastam – e é escandaloso – enormes quantias de dinheiro para armamentos, enquanto nas Conferências internacionais se proclama a paz, desviando o olhar de milhões de irmãos e irmãs que não têm o necessário para viver ou se arrastam numa existência indigna do homem”, referiu, numa mensagem aos participantes da marcha pela paz Perugia-Assis.

O texto, divulgado pelo Vaticano, sublinha que “o cuidado é o contrário da indiferença, do descarte, do violar a dignidade do outro, isto é, daquela anticultura que está na base da violência e da guerra”.

O Papa questiona a persistência desta violência, “ainda hoje, depois de duas guerras mundiais cruéis e de muitas guerras regionais que destruíram povos e países”.

A marcha pela paz, na sua 60ª edição, teve como tema “O cuidado como novo nome da paz”.

Francisco elogiou a escolha destacando o “valor do cuidar, em referência aos outros e ao meio ambiente”.

OC

Partilhar:
Share