Francisco denuncia «trabalho forçado» e tráfico de pessoas no setor

Cidade do Vaticano, 21 nov 2018 (Ecclesia) – O Papa associou-se hoje à celebração do Dia Mundial da Pesca, apelando a um compromisso global em favor dos trabalhadores do setor.

“Por ocasião do Dia Mundial da Pesca, que se celebra hoje, rezemos por todos os marítimos e peçamos um empenho global contra o tráfico de seres humanos e o trabalho forçado no setor da pesca”, escreveu Francisco, na sua conta da rede social Twitter, numa mensagem acompanhada pelo marcado ‘#diamundialdapesca’.

Uma delegação da Santa Sé, presidida pelo cardeal Peter Turkson, esteve hoje na sede da FAO, em Roma, apresentando uma mensagem para a esta data.

O prefeito do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano sublinhou que a pesca e aquicultura são setores que empregam quase 60 milhões de pessoas, enfrentando “problemas persistentes”, como “abusos físicos e verbais”.

Para o responsável da Santa Sé, existe uma “exploração massiva dos pescadores, que inclui numerosos casos de trabalho forçado, o tráfico de seres humanos e o desaparecimento no mar”.

OC

Partilhar:
Share