Mensagem à FAO assinala início da década dedicada à agricultura familiar, pelas Nações Unidas

Cidade do Vaticano, 29 mai 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco enviou uma mensagem à FAO, assinalando o início da década dedicada à agricultura familiar (2019-2028), pelas Nações Unidas, apoiando o investimento neste setor, tendo em vista a “erradicação da fome”.

A iniciativa visa cumprir o propósito ‘Fome Zero 2030’ e alcançar o segundo dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, “erradicar a fome, alcançar a segurança alimentar e melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável”.

“A crise alimentar nos países menos desenvolvidos e a grave crise económica e financeira em países desenvolvidos têm impulsionado, em diversos lugares, um esforço renovado para fazer da agricultura não só uma ferramenta para o emprego mas também para o desenvolvimento do indivíduo e da comunidade”, refere o texto, divulgado hoje pela sala de imprensa da Santa Sé.

Francisco apresenta as famílias como “modelo comportamental para a agricultura sustentável”, com consequências benéficas “para toda a humanidade e para a proteção do meio ambiente”.

“A família ajuda a entender o vínculo que existe entre a humanidade, a criação e a agricultura”, insiste.

O Papa convida ao diálogo entre famílias e autoridades políticas para o desenvolvimento das zonas rurais, “dando prioridade aos que se encontram numa situação de maior necessidade”.

O texto sublinha o “significativo” contributo das mulheres na atividade agrícola, particularmente nos países em desenvolvimento, e pede apoio para o trabalho dos jovens num setor que se está a “tornar estratégico para os interesses nacionais de muitos países”.

Francisco deixa votos de que os jovens sejam “agentes de mudança e desenvolvimento das suas comunidades, a partir de uma visão de ecologia integral”.

OC

Partilhar:
Share