Francisco recorda jovens mortos na última semana

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 27 nov 2022 (Ecclesia) – O Papa apelou hoje ao fim da violência que atinge Israel e a Palestina, recordando os dois jovens mortos na última semana.

“Sigo com preocupação o aumento da violência e dos confrontos que, há meses, acontecem no Estado da Palestina e no de Israel”, disse, após a recitação da oração do ângelus, perante os peregrinos reunidos na Praça de São Pedro.

Francisco recordou que, “na última quarta-feira, dois atentados vis em Jerusalém que feriram muitas pessoas e mataram um rapaz israelita” e que, no mesmo dia, durante confrontos armados, “morreu um rapaz palestino”.

“A violência mata o futuro, despedaçando a vida dos mais jovens e enfraquecendo as esperanças de paz”, advertiu, pedindo oração por estes jovens que morreram, “as suas famílias e em particular pelas suas mães”.

“Desejo que as autoridades palestinas e israelitas levem mais a peito a busca do diálogo, construindo a confiança recíproca, sem a qual não haverá nunca uma solução de paz na Terra Santa”, concluiu.

Na sequência de ataques mortais em Israel, a partir de março, o exército israelita realizou mais de dois mil ataques na Cisjordânia, que causaram a morte a 125 palestinos, de acordo com a ONU.

OC

Partilhar:
Share