Francisco lamenta mortes durante protestos da última semana

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 09 jan 2022 (Ecclesia) – O Papa apelou hoje ao diálogo no Cazaquistão, lamentando as mortes durante os protestos que tiveram lugar durante a última semana, neste país.

“Soube, com dor, que houve vítimas nos protestos que surgiram no Cazaquistão, nos últimos dias”, referiu, após a recitação da oração do ângelus, no Vaticano.

“Rezo por elas e pelos seus familiares, desejando que se reencontre o mais rapidamente a harmonia social, através da busca do dialogo, da justiça e do bem comum”, acrescentou.

Francisco concluiu a intervenção com a invocação da proteção de Nossa Senhora, “Rainha da Paz”, sobre o povo do Cazaquistão.

Pelo menos 26 manifestantes e 18 membros das forças de segurança foram mortos e centenas ficaram feridos nos distúrbios no Cazaquistão e milhares de pessoas foram detidas.

As manifestações aconteceram após o anúncio de um aumento dos preços do gás liquefeito.

OC

Partilhar:
Share