Nova Autoridade de Supervisão e Informação Financeira tem poderes reforçados

Cidade do Vaticano, 06 dez 2020 (Ecclesia) – O Papa publicou este sábado o decreto que altera a unidade do Vaticano para a luta contra branqueamento de capitais, que se passa a denominar Autoridade de Supervisão e Informação Financeira (ASIF).

A antiga Autoridade de Informação Financeira, criada por Bento XVI, antecessor de Francisco, tem agora novo estatuto e poderes reforçados, como explica o seu presidente, Carmelo Barbagallo, em entrevista ao portal ‘Vatican News’.

Segundo o responsável italiano, a mudança insere-se nos esforços de reforçar “os controlos campo económico-financeiro”, na atividade do Estado do Vaticano e dos organismos da Santa Sé.

O organismo vê agora consagrada a dimensão de “supervisão”, que se soma à função de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, assumidas desde a sua criação, em 2013.

A nível interno, foi criado o setor de “Regulamentação e Assuntos Jurídicos” para lidar com todas as questões legais, incluindo a regulamentação.

OC

Partilhar:
Share