Francisco diz que projetos humanos só permanecem com a «força de Deus»

Cidade do Vaticano, 18 set 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco alertou hoje para a “perseguição dos cristãos”, num dia em que sublinhou que os projetos humanos só permanecem com a “força de Deus”.

“A perseguição dos cristãos é sempre a mesma: as pessoas que não querem o Cristianismo sentem-se ameaçadas e, assim, provocam a morte dos cristãos”, referiu, durante a audiência pública semanal que decorreu na Praça de São Pedro.

Na catequese com que se iniciou o encontro, Francisco recordou os relatos dos Atos dos Apóstolos, assinalando que o Espírito Santo transformou “cobardes”, que fugiram após a prisão de Jesus, em testemunhas “corajosas” da ressurreição de Cristo, como os “mártires de todos os tempos”.

“Ainda hoje, há muitos”, observou, recordando os 21 cristãos coptas egípcios degolados pelos terroristas do autoproclamado Estado Islâmico em 2015, na Líbia.

O Papa convidou a cultivar um olhar “contemplativo” sobre os acontecimentos, sem fazer juízos precipitados.

“Qualquer projeto humano pode primeiro receber elogios e depois naufragar, enquanto tudo o que vem do alto e tem a ‘assinatura’ de Deus está destinado a durar”, apontou.

Francisco declarou que todos os projetos humanos “falham” e têm o seu tempo.

Pensem em tantos projetos políticos, e como eles mudam de um lado para o outro, em todos os países. Pensem nos grandes impérios, pensem nas ditaduras do século passado. Sentiam-se poderosos, que podiam dominar o mundo. Depois todos desabaram. Pensem também nos impérios de hoje: desabarão, se Deus não estiver com eles, porque a força que os homens têm em si não é duradoura”.

O Papa admitiu que a própria história da Igreja Católica, “com tantos pecados, tantos escândalos”, mas “não desabou”.

“Porque Deus está ali. Nós somos pecadores e muitas vezes escandalizamos. Mas Deus está connosco. A força é ‘Deus connosco’”, precisou.

No final do encontro, Francisco saudou os peregrinos de língua portuguesa, incluindo um grupo da Paróquia de São Pedro da Cova.

“Que o Senhor vos abençoe, para serdes em toda a parte farol de luz do Evangelho para todos. Possa esta peregrinação fortalecer nos vossos corações o sentir e o viver com a Igreja. Nossa Senhora vos acompanhe e proteja a todos vós e aos vossos entes queridos”, disse.

OC

Sem Deus, todos os projetos vão falir

Na Audiência Geral de hoje, o Papa Francisco prosseguiu sua catequese sobre os Atos dos Apóstolos e comentou o capítulo 5, 39, que fala da falência dos projetos humanos sem Deus.Esses projetos sempre vão falir se Deus não estiver conosco e isso vale seja para os projetos políticos, seja inclusive para os projetos da Igreja.Confira o vídeo!

Publicado por Vatican News em Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

 

 

Partilhar:
Share