Intenção de oração de agosto denuncia «grave crise socioeconómica»

Cidade do Vaticano, 02 ago 2022 (Ecclesia) – O Papa recorda na sua intenção de oração para agosto, divulgada hoje, o impacto da pandemia e da guerra nos pequenos e médios empresários.

“Rezemos para que os pequenos e médios empresários, duramente atingidos pela crise económica e social, encontrem os meios necessários para continuar a sua atividade, a serviço das comunidades em que vivem”, pede Francisco, numa mensagem divulgada através dos canais digitais do Vaticano e da Rede Mundial de Oração do Papa.

O vídeo mensal evoca a crise provocada pela Covid-19 e os conflitos que se multiplicam em todo o mundo.

“Como consequência da pandemia e das guerras, o mundo enfrenta uma grave crise socioeconómica. Ainda não nos apercebemos disso! E entre os mais prejudicados estão os pequenos e médios empresários”, refere.

O Papa lembra os empresários e profissionais “do comércio, das oficinas, dos serviços de limpeza, dos transportes e tantos outros”.

“Os que não aparecem nas listas dos mais ricos e poderosos e que, apesar das dificuldades, criam empregos, mantendo a sua responsabilidade social. Os que investem no bem comum em vez de esconderem o seu dinheiro em paraísos fiscais”, acrescenta.

Todos eles dedicam uma enorme capacidade criativa a mudar as coisas a partir de baixo, de onde vem sempre a melhor criatividade. E com coragem, esforço e sacrifício, investem na vida, gerando bem-estar, oportunidades e trabalho”.

A nota que acompanha a divulgação da intenção, enviada à Agência ECCLESIA, cita dados do Banco Mundial de 2021, segundo os quais “uma em cada quatro empresas perdeu metade do seu volume de negócios devido a pandemia” e o “apoio público é fraco precisamente onde é mais necessário, nos países pobres e para as pequenas empresas”.

O ‘Vídeo do Papa’ é uma iniciativa oficial de alcance global que tem como objetivo difundir as intenções de oração mensais de Francisco, desenvolvida pela Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração), confiada à Companhia de Jesus (Jesuítas).

O projeto conta com o apoio do ‘Vatican Media’.

OC

Partilhar:
Share