Obra do realizador Evgeny Afineevsky estreia hoje no Festival de Cinema de Roma

Cidade do Vaticano, 21 out 2020 (Ecclesia) – O realizador Evgeny Afineevsky vai estrear hoje, no Festival de Cinema de Roma, o seu novo documentário ‘Francisco’, sobre o atual pontificado, retratado através de uma série de entrevistas com o Papa e pessoas próximas dele.

O portal de notícias do Vaticano informa que a obra aborda a missão da Igreja Católica, “declinada num olhar sobre os mais pobres, os migrantes e quem sofre injustiça”.

O filme tem entrevistas ao Papa Francisco e ao seu antecessor, Bento XVI, além de colaboradores da Cúria Romana e familiares do atual pontífice.

Afineevsky vai receber esta quinta-feira, nos jardins do Vaticano, o prémio Kinéo, dedicado a temas sociais e humanitários.

‘Francisco’ aborda temas como a pandemia, o racismo, os casos de abusos sexuais, as guerras e as perseguições a minorias.

O atual pontificado foi retratado num filme de Wim Wenders, ‘Pope Francis – A Man of His Word’ (2018), no qual se resumem os “principais desafios globais de hoje” a que Francisco quer ajudar a responder: a morte, a justiça social, a imigração, a ecologia, as desigualdades, o materialismo ou o papel da família.

A obra apresenta Papa nalgumas das viagens internacionais, incluindo a passagem pelo Santuário de Fátima, em 2017, onde canonizou os pastorinhos Francisco e Jacinta Marto.

Francisco tem proposto uma mudança do paradigma económico e financeiro internacional, em defesa da democracia face ao poder dos mercados.

Com a encíclica ‘Laudato si’, de 2015, o Papa abriu as fronteiras do seu discurso e colocou a Igreja Católica na linha da frente do movimento mundial para a defesa do ambiente, congregando à sua volta apoios das mais diversas proveniências.

OC

 

Partilhar:
Share