Papa rejeita ideia de «superioridade» por parte dos crentes

Cidade do Vaticano, 26 set 2021 (Ecclesia) – O Papa criticou hoje no Vaticano os católicos que se julgam superiores aos outros, convidando todos a rejeitar a “tentação de julgar e catalogar”.

“Peçamos a graça de vencer a tentação de julgar e catalogar, e que Deus nos proteja da mentalidade do ninho, a de nos guardarmos zelosamente no pequeno grupo dos que se consideram bons”, referiu, antes da recitação da oração do ângelus, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro.

Francisco disse que ninguém deve exibir a “patente de crente” para “julgar e excluir”.

“Às vezes também nós, em vez de ser comunidades humildes e abertas, podemos dar a impressão de ser os primeiros e manter os outros à distância”, apontou.

O Papa lamentou que algumas comunidades cristãs sejam “lugares de separação e não de comunhão”.

O Espírito Santo não quer encerramentos; quer abertura, comunidades acolhedoras, onde haja espaço para todos”.

A intervenção apresentou esta “distância” em relação a quem pensa de forma diferente como “a raiz de tantos males grandes da história”.

“Em vez de dividir as pessoas em boas e más, todos somos chamados a zelar pelo nosso coração, para não sucumbir ao mal e escandalizar os outros”, acrescentou.

OC

Partilhar:
Share