Encontro decorre em Roma, de 19 a 22 de junho, com a presença de dois representantes portugueses

Foto: Ricardo Perna

Cidade do Vaticano, 18 jun 2019 (Ecclesia) – O Vaticano vai promover entre quarta-feira e sábado um Fórum Internacional de Jovens, com a presença de dois representantes portugueses, que procura dar continuidade a dinâmica do Sínodo dedicado às novas gerações, de outubro de 2018.

A iniciativa, apresentada hoje em conferência de imprensa, tem como tema ‘Os jovens em ação numa Igreja sinodal’.

A Conferência Episcopal Portuguesa vai estar representada por João Nuno, do Departamento Diocesano da Pastoril Juvenil do Porto, e Catarina Duarte, do Departamento Diocesano da Pastoral Juvenil de Lamego.

D. Joaquim Mendes, presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família, encontrou-se com os jovens antes da partida destes para Roma.

“Acompanhamos este encontro com muito interesse e estamos em ligação com o desenvolvimento dos trabalhos”, assinala o responsável à Agência ECCLESIA.

O encontro no Vaticano vai contar com a participação de cerca de 250 jovens de 110 países e de 40 movimentos e comunidades, para partilharem experiências pastorais nas comunidades católicas.

Em declarações aos jornalistas, o padre Alexandre Awi Mello, secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida (Santa Sé), precisou que os trabalhos vão centrar-se sobre as “consequências do Sínodo” de 2018 nas dioceses e movimentos eclesiais, relativamente ao campo da pastoral juvenil e vocacional.

Os participantes vão ainda debater a exortação apostólica pós-sinodal ‘Cristo Vive’, que o Papa publicou este ano.

Francisco vai encontrar-se em audiência, com os jovens, este sábado.

O prefeito do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, cardeal Kevin Farrell, sublinha que “um dos maiores desafios de que os jovens falam é que não participam ativamente da Igreja”.

“Este encontro pós-sinodal é o início de um processo que espero que continue todos os anos aqui em Roma, onde reunimos jovens para falar sobre a Igreja nos diferentes contextos em que está localizada e do que somos chamados a fazer pelos jovens”, assinalou, na véspera do encontro.

Os jovens de todo o mundo são convidados a seguir o fórum através das redes sociais, usando a hashtag #youthforum19, e a partilhar as suas experiências.

OC

Partilhar:
Share