Em sete anos de pontificado o Papa realizou 26 viagens na Itália e 23 ao estrangeiro

Lisboa, 16 abr 20912 (Ecclesia) – Bento XVI pede “um pouco de paz e sossego, a bênção de Deus e saúde” para os seus 85 anos, que celebra hoje, afirmou o seu irmão, monsenhor Georg Ratzinger, citado pelo site alemão de notícias Deutsche Welle.

O Papa pediu este domingo no Vaticano as orações dos católicos para que tenha “força” para a sua missão, antecipando a semana em que celebra o aniversário natalício e sete anos de pontificado.

“Na próxima quinta-feira, por ocasião do sétimo aniversário da minha eleição para a sede de Pedro, peço-vos que rezem por mim, para que o Senhor me dê a força de cumprir a missão que me foi confiada”, disse Bento XVI, em francês.

Joseph Aloisius Ratzinger nasceu na localidade de Marktl am Inn, na região da Baviera, sul da Alemanha, a 16 de abril de 1927, Sábado Santo, tendo sido batizado no mesmo dia.

Filho de um comissário da polícia e de uma cozinheira, foi ordenado padre a 29 de junho de 1951, tinha então 24 anos, juntamente com o irmão.

Depois de concluir o doutoramento em Teologia ensinou em universidades de Bona, Münster, Tubinga e Ratisbona (Regensburg), lições que foram parcialmente publicadas na obra “Introdução ao Cristianismo” (1968).

A 28 de maio de 1977 recebeu a ordenação episcopal, tornando-se arcebispo de Munique-Freising, tendo escolhido como lema “Colaborador da verdade”, e a 27 de junho do mesmo ano foi criado cardeal por Paulo VI.

João Paulo II nomeou-o prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e presidente da Pontifícia Comissão Bíblica a 25 de novembro de 1981 e no dia 27 de novembro de 2002 tornou-se deão do Colégio dos Cardeais, após votação dos seus pares.

Joseph Ratzinger foi eleito sucessor de João Paulo II na tarde de 19 de abril de 2005, no quarto escrutínio do conclave iniciado um dia antes, tendo escolhido o nome de Bento XVI.

Nestes sete anos o Papa realizou 26 viagens na Itália e 23 ao estrangeiro, incluindo uma visita a Portugal, entre 11 e 14 de maio de 2010, com passagens por Lisboa, Fátima e Porto.

Bento XVI assinou três encíclicas e presidiu a igual número de Jornadas Mundiais da Juventude, além de ter convocado quatro Sínodos de Bispos, o Ano Paulino, o Ano Sacerdotal e o Ano da Fé, que começa em outubro.

OC/RJM

Partilhar:
Share