Secretário de Estado do Vaticano aponta que a retirada das forças ocidentais “poderia ter sido de forma mais ordenada”

Cidade do Vaticano, 06 set 2021 (Ecclesia) – O secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, em visita ao Santuário de Montevergine, na Itália, afirmou que a “situação no Afeganistão não é simples” e que a decisão das forças ocidentais “poderia ter sido de forma mais ordenada”.

“A situação no Afeganistão não é simples: a decisão da retirada das forças ocidentais poderia ter sido tomada de forma mais ordenada e sem criar todo esse sofrimento”, disse o Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, divulgado pela Santa Sé.

Em visita ao Santuário de Montevergine, onde presidiu a celebração eucarística que encerrou as celebrações em honra da Nossa Senhora, o cardeal explicou que “acompanhou a situação do ponto de vista humanitário, mantendo contacto com as pessoas que lá trabalham”.

“Conseguimos trazer para casa o sacerdote e as irmãs de Madre Teresa que estavam presentes e que não queriam deixar as crianças que cuidavam”, disse.

O prelado salientou ainda que no “meio de tantas situações de violência, o facto de contar com gestos de amor como este dá muita alegria e esperança de que se possa fazer mais e melhor”.

O Cardeal Pietro Parolin falou sobre a pandemia especificando que a “Igreja não entra no mérito das normas e leis do Estado italiano” e repetiu as palavras do Papa Francisco, “vacinar é um ato de amor a si mesmo e aos outros, e é um ato de responsabilidade”, renovando deste modo o apelo para enfrentar corajosamente os desafios colocados pela emergência sanitária. 

SN

Partilhar:
Share