D. Jean-Clément Jeanbart apela ao diálogo e à intervenção da comunidade internacional

Lisboa, 17 ago 2012 (Ecclesia) – O arcebispo greco-melquita de Aleppo, na Síria, pediu hoje “piedade” para a população do país e apelou à intervenção da comunidade internacional pelo fim do conflito entre opositores e o regime do presidente Bashar al-Assad.

D. Jean-Clément Jeanbart disse à Rádio Vaticano que é necessário “levar todos a sentarem-se em volta de uma mesa para dialogar, encontrar a reconciliação e resolver este problema de forma civilizada e humana”.

“A guerra só destrói, só mata, é uma guerra fratricida”, acrescenta

A cimeira da Organização da Conferência Islâmica (OCI), que terminou esta quinta-feira na cidade de Meca, na Arábia Saudita, suspendeu a Síria de membro deste organismo, que passa a agrupar 56 estados.

Para D. Jean-Clément Jeanbart é preciso deixar de “apoiar os beligerantes”, um pedido que faz ao Ocidente e “à Rússia, à China, ao Irão”.

“Rezo e suplico a todos para que façam o possível para salvaguardar os milhares e milhares de pessoas que morrem para nada”, concluiu.

O bispo caldeu de Aleppo, D. Antoine Audo, esteve em Portugal no dia 25 de janeiro de 2009, a convite da Conferência Episcopal, tendo presidido em Fátima à Eucaristia concelebrada por praticamente todo o episcopado português para assinalar o Ano Paulino, convocado pelo Papa.

OC

Partilhar:
Share