Socióloga Inês Costa Batista, 30 anos, casada e mãe de uma menina, assume novas funções

Lisboa, 30 set 2018 (Ecclesia) – O bispo de Setúbal nomeou hoje uma leiga, Inês Sofia Baptista, como coordenadora do novo Departamento da Juventude da diocese.

“No intuito de dar novo impulso à coordenação da pastoral juvenil e vocacional, no âmbito diocesano, institui o Departamento da Juventude da Diocese de Setúbal, encarregado de coordenar e traçar vias de convergência e colaboração entre os diversos organismos e movimentos juvenis católicos”, pode ler-se no decreto de D. José Ornelas, enviado à Agência ECCLESIA.

Inês Sofia Baptista, socióloga de formação, integrava a antiga equipa de pastoral da juventude na diocese, passando agora a assumir a sua coordenação.

Em entrevista à Agência ECCLESIA a nova responsável indica que os jovens querem “assumir responsabilidades, ser ouvidos”, mas também sentem uma “imensa necessidade de acompanhamento e formação que os desafie”.

A pastoral da juventude atua, tanto a nível diocesano e paroquial/comunitário, numa “fase crucial de formação de adultos” e os jovens têm “o entusiasmo imenso, próprio de quem está em descoberta de si e do mundo”.

“Por outro lado, têm também todas as solicitações e atrações da sociedade atual, rapidamente se deslocam de um interesse a outro – corremos sempre o risco de não conseguir acompanhar esses ritmos ou de ficarmos pela superfície”, analisa a socióloga.

Para a nova responsável, o Sínodo dos Bispos 2018 – sobre o tema ‘Os jovens, a fé e o discernimento vocacional’ – está a ser vivido como oportunidade de “espoletar reflexões” sobre a realidade da juventude e vocações e de “implementar mudanças estruturais”.

“Acho fundamental o despertar de consciências de todos os que estão envolvidos na Igreja (com diferentes níveis de responsabilidades e papéis) para as dinâmicas da juventude e as necessidades específicas no que respeita ao acompanhamento efetivo do caminho de discernimento vocacional”, desenvolveu, destacando na Diocese de Setúbal “a riqueza da partilha e do interconhecimento” proporcionadas por encontros promovidos desde 2017.

Com um percurso feito nos Convívios Fraternos, escuteiros e na equipa da Pastoral da Juventude, Inês Costa Baptista acredita que tem “algum conhecimento concreto” das realidades juvenis da diocese e que as “vivências e experiências enriquecedoras e cumulativas” são essenciais para enfrentar o novo “desafio”.

A nova coordenadora é formada em Sociologia, tem um mestrado em Educação e Sociedade e, apesar de não trabalhar na área, refere que a formação base lhe deu “bastantes ferramentas de análise da realidade” e um sentido de observação “mais apurado e crítico” sobre os fenómenos sociais que podem ser úteis para o serviço da Pastoral da Juventude.

A responsável observa ainda que espera, da diocese e dos sacerdotes em concreto, “oração, em primeiro lugar e sempre” e “disponibilidade e abertura” para que se possa fazer um caminho diocesano e em cada paróquia/comunidade de “verdadeiro suporte à juventude”.

Como assistente do novo departamento, o bispo de Setúbal escolheu o padre João Nabais Dias.

D. José Ornelas, que vai dedicar as visitas pastorais à realidade juvenil na diocese, ao longo do próximo biénio, publicou também hoje a nota Pastoral ‘Jovens: pedras vivas na construção da Igreja’ onde se dirige às comunidades, movimentos e organizações juvenis, mas sobretudos aos jovens.

“Não se deixem levar por messianismos populistas, sectários, violentos e criadores de exclusões. Sejam gente comprometida e livre”, pede o bispo de Setúbal à juventude sadina, lê-se no documento publicado no sítio online da diocese.

CB/LS

Partilhar:
Share