José Luís Nunes Martins

O contrário da felicidade é o medo. O que queremos tem sempre custos. Alguns são imediatos, outros só chegam muito mais tarde. Escolher um caminho é aceitar a responsabilidade de todas as consequências que isso implica, mesmo aquelas de que não temos consciência.

Arriscar é, por vezes, não avançar. Preferir ficar ou voltar atrás também podem ser gestos corajosos. Será cobarde o homem que, em face de uma guerra, não por medo, mas por amor, decidiu não deixar a sua mulher viúva e voltar para o seu lar?

Ser corajoso implica esquecer o próprio ego. Escolher o bem não é o mesmo que escolher o meu bem. A coragem não é uma loucura cega. Na verdade, nada ganhamos por nos expormos a perigos desnecessários, mesmo quando saímos ilesos.

O desejo do aplauso da multidão faz-nos muito mal.

A verdadeira coragem revela-se nas situações em que não há uma recompensa concreta. Poríamos a nossa vida em risco para salvar um desconhecido se ninguém estivesse a assistir ou viesse a saber?

Uma vida simples e honesta implica muito mais coragem do que subir à montanha mais alta do mundo ou atravessar um oceano sozinho. Há vidas muito difíceis, que exigem uma superação constante… apenas para se manterem à tona. Por mais cruel e injusto que seja… é assim. A coragem é a força de gente assim, que ainda sorri, apesar de tudo. Os heróis das pequenas coisas são maiores do que os das grandes.

Educar filhos em condições duras, combater e sobreviver a uma doença cruel, manter uma promessa nobre, acabar com uma relação longa, amar e entregar-se por esse amor, lidar com a traição, as perdas e todo o tipo de desilusões… Nada disto se faz sem coragem, apesar do medo que nos faz tremer, mais ainda face a escolhas onde não há certezas.

Não nascemos corajosos, escolhemos sê-lo, de cada vez que nos fazemos fortes para enfrentar o que a necessidade nos coloca no caminho.

Talvez o maior feito das nossas vidas seja termos chegado até aqui.

Cada um de nós é do tamanho dos obstáculos que ultrapassou e das derrotas com que teve de seguir para diante.

 

Partilhar:
Share