É a partir da traição de Judas, que lemos esta Terça-feira Santa, que o Frei Filipe Rodrigues, dominicano da Ordem dos Pregadores, nos convoca ao sentido do recomeço: «Faz parte da nossa humanidade, um amigo que nos trai, aquela pessoa em quem confiávamos, uma pessoa que nos desanima», ao mesmo tempo que afirma que o nosso Deus é um Deus de recomeços: «Está sempre pronto a perdoar e recomeçar uma história de amor e de vida connosco».

 

Partilhar:
Share