Decisão sublinha celebração de ano especial «Amoris Laetitia»

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 07 abr 2022 (Ecclesia) – O Papa confiou a redação das meditações da Via-Sacra de Sexta-feira Santa, que este ano regressa ao Coliseu de Roma, a um grupo de famílias, informou hoje o Vaticano.

“Por ocasião do ano dedicado à família, com o qual a Igreja celebra os cinco anos da exortação apostólica ‘Amoris Laetitia’, o Papa Francisco confiou a preparação dos textos das meditações e das orações para as estações da Via-Sacra de Sexta-feira Santa, no Coliseu, a algumas famílias ligadas a comunidades e associações católicas de voluntariado e assistência”, refere uma nota enviada aos jornalistas pelo diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni.

Tendo em consideração a temática escolhida para a celebração, acrescenta o comunicado, “serão algumas famílias a transportar a cruz, entre uma estação e outra”.

Em 2021, por causa da pandemia, o Papa presidiu à Via-Sacra no Vaticano, com inéditas meditações de crianças, que evocaram problemas na escola e mortes provocadas pela Covid-19.

Já em 2020, as meditações foram redigidas por um grupo de presos da cidade de Pádua, na Itália, e a celebração decorreu numa Praça de São Pedro vazia.

Todos os anos, o Papa pede a um autor diferente a redação dos textos de reflexão apresentados nas estações da Via Sacra de Sexta-feira Santa, seguida por dezenas de milhares de peregrinos, com velas na mão.

Em 2019, a autora foi uma religiosa italiana, Eugenia Bonetti – conhecida pelo seu compromisso na luta contra a o tráfico de pessoas; em 2018, as meditações foram escritas por um grupo de jovens estudantes de Roma.

No atual pontificado, as meditações tinham também sido confiadas ao cardeal Béchara Boutros Raï, patriarca de Antioquia dos maronitas (Líbano), com a colaboração de vários jovens do seu país (2013); ao arcebispo italiano D. Giancarlo Maria Bregantini (2014); ao bispo italiano D. Renato Corti, antigo responsável pela diocese de Novara (2015); ao cardeal Gualtiero Bassetti, da diocese italiana de Perugia (2016); e à biblista francesa Anne-Marie Pelletier (2017).

O “ano especial” dedicado à família começou a 19 de março de 2021, assinalando o 5.º aniversário da exortação ‘Amoris Laetitia’, e decorre até à celebração do X Encontro Mundial das Famílias, em Roma (26.06.2022).

O Papa publicou a 8 de abril de 2016 a sua exortação apostólica sobre a Família, ‘A Alegria do Amor’, uma reflexão que recolhe as propostas de duas assembleias do Sínodo dos Bispos (2014 e 2015) e dos inquéritos aos católicos de todo o mundo.

OC

Partilhar:
Share